Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
7 Novembro 2015

A communio martyrum é o sinal mais evidente do nosso caminho comum.

Trata-se de uma experiência comum de todos os cristãos, muito mais profunda e mais forte das diferenças que ainda dividem as nossas Igrejas e comunidades eclesiais.

 
versão para impressão

Penso com grande tristeza na crescente discriminação e perseguição dos cristãos no Oriente Médio, África e Ásia e em outros lugares do mundo. A vossa reunião mostra que, como cristãos, não somos indiferentes ao sofrimento dos nossos irmãos e irmãs. Em diferentes partes do mundo, o testemunho de Cristo, por vezes até ao derramamento de sangue, tornou-se uma experiência comum de Católicos, Ortodoxos, Anglicanos, Protestantes, Evangélicos e Pentecostais, que é muito mais profunda e forte das diferenças que ainda separam as nossas Igrejas e comunidades eclesiais. A communio martyrum é o sinal mais evidente do nosso caminho comum.

Ao mesmo tempo, a vossa reunião dará voz às vítimas da injustiça e da violência, e tentará mostrar o caminho que levará a família humana fora desta situação trágica. Com estes sentimentos, asseguro-vos a minha proximidade espiritual. Que os mártires de hoje, pertencentes a muitas tradições cristãs, possam ajudar-nos a entender que todos os batizados são membros do mesmo Corpo de Cristo, a Sua Igreja (cf. I Coríntios 12: 12-30). que possamos considerar esta verdade profunda como um chamamento para perseverar no nosso caminho ecumênico para a comunhão plena e visível, crescendo cada vez mais no amor e na compreensão mútua.

Da mensagem do Papa Francisco aos participantes do Global Christian Forum (Tirana 2 - 4 de Novembro de 2015)