Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
13 Setembro 2010

Paquistão: reportagem de Charsadda, perto de Peshawar, onde a Comunidade de Sant’Egido esta levando ajudas aos deslocados por causa das cheias.

 
versão para impressão

Uma nova missão de ajudas às vítimas das cheias no Paquistão foi iniciada na semana passada. Graças as sinérgias das Comunidades de Sant’Egidio italianas e de diferentes cidades paquistanesas, nestes dias diferentes grupos da Comunidade estão alcançando algumas zonas que ainda não foram abrangidas pelas ajudas internacionais.

A Partir de Islamabad, a história de uma jornada em Charsadda, zona de Pashawar:

Faz muito calor nas grandes planícies  ao redor de Peshawar, apesar disto a água  ainda não secou totalmente. De dia a temperatura atinge os quarenta graus. Algumas machambas estão alagadas ou queimadas pelo sol, outras tornaram-se uma grande palude. Agora o rio Indus de águas celestes e o mais calmo Kabul escorrem tranquilos  até as suas confluências, mas as colheitas estão estragadas e os camponeses receiam que não possam lançar as sementes para o próximo ano. Um cenário desconfortante estende-se até perde-se a vista na cidade de Nowshera: muitas casas de construção precária foram invadidas pelas cheias que ultrapassou dois metros de altura e estragou  tudo. Os muros  partiram-se, a mobilia apodreceu. Todos os habitantes vivem em pequenas e grandes tendopolis.

O Exército e algumas ONG’s gerem e fornecem um pouco de comida, mas a assistência termina por ai. Os deslocados são obrigados a comer com as mãos, a poupar a água, a conservar com cuidado a roupa conseguida. Não é fácil viver  numa grande extensão de lama e poeira, depois de ter perdido tudo.

LOs habitantes de uma tendopolis em Charsadda ( perto de Nowshera), cerca de 500 pessoas, sobretudo crianças, contaram isto com lágrimas nos olhos. Eles não tiveram a oportunidade de festejar o fim do Ramadão em casa, como quer a tradição. Uma nutrida delegação  da Comunidade ( cerca de cinquenta pessoas provenientes de todo o Paquistão e de Roma) passou um dia juntamente com eles, distribuindo um kit de ajudas  tenda por tenda. Chegamos com um camião vindos da capital Islamabad, distante cerca de 130 quilómetros; levavamos pratos, colheres, copos, baldes e garrafas de água,  pequenos colchões e sacos a pele para tornar mais dignitosa a permanência nos campos.

As crianças reencontraram o sorriso quando cada uma delas recebeu uma dose abundante de doces e sumos de fruta vitaminosos para as festividades islâmicas. Crianças e raparigas fizeram-se pintar as mãos com o henné de algumas mulheres da Comunidade, porque também isto ajuda a reencontrar a normalidade e o sentido da festa.
Os adultos  não viam a hora de falar, de contar, de abraçar estes estranhos que nem se quer falam a sua língua: de facto esta é a região  de étnia Pashtun, e poucos conhecem o urdu ou o Inglês. Os  homens comoveram-se e as mulheres rezavam com as mãos levantadas para o céu para agradecer Allah.

A distribuição requer tempo, as crianças seguem-nos com curiosidade de uma tenda a outra, depois são convidadas num espaço equipado para jogar, cantar e dançar  juntos. Forma-se uma grande fila de jovens com uma pomba do arco-íris sobre a camisete branca. Algumas querem aprender alguma palavra em italiano. No ar difundm-se as canções da paz.

Acordam de um sono quente o pequeno Mansùr, nascido há menos de um mês na tenda por uma jovem mãe a quem as cheias levaram toda a família. Mansùr ( Vitorioso, é o significado do seu nome) conseguiu ultrapassar os seus primeiros dias de vida nestas condições. Com cuidado a mãe concertou-lhe fraldas extraindo-as de uma camisa e uma saia.  Mas ele e as outras crianças precisam de roupa, redes mosquiteiras, medicamentos para as infecções da pele. Fizemos o levamento de todas as necessidades e voltaremos nos próximos dias trazendo as coisas essenciais.

As suas famílias precisam de esperança para o futuro, pedindo para que não sejam esquecidas, abandonadas ali. Esperam que as escolas sejam reabertas um dia e sejam novamente frequentadas pelos seus filhos. Esperam que as machambas voltem a produzir o necessário que sempre tiveram para viver. Nós voltaremos daqui há alguns dias com outras ajudas mas sobretudo com a promessa de não lhes abbandonar, mas de estar ao seu lado para a reconstrução.

Imagens
 
O pequeno Mansùr nascido numa tenda
 



  IMAGENS>>




 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
14 Novembro 2016
BRUXELAS, BÉLGICA

Continua o compromisso de Sant'Egidio para o Iraque: hoje em Bruxelas um dia de Estudo com o Comité para a Reconciliação

IT | ES | DE | FR | PT
31 Outubro 2016
BAGDÁ, IRAQUE

Sant'Egidio no Iraque: ajuda humanitária e diálogo nacional e inter-religioso, a fim de superar a crise

IT | EN | ES | DE | FR | PT | RU
29 Agosto 2016
ABIDJAN, COSTA DO MARFIM

Com os novos óculos à Escola da Paz de Abidjan

IT | ES | DE | FR | PT | CA
8 Julho 2016
MALAVI

No campo de refugiados de Luwani, onde estão milhares de moçambicanos, chega a ajuda de Sant'Egidio Malawi

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | RU
4 Julho 2016
LÍBIA

Ajuda humanitária para a Líbia após o acordo assinado em Sant'Egidio: foi entregue o primeiro contentoe de medicamentos

IT | EN | ES | DE | FR | PT | CA | HU
6 Abril 2016
LAHORE, PAQUISTÃO

Paquistão: Sant'Egidio ora pela paz, juntamente com as famílias das vítimas de Lahore

IT | EN | ES | DE | FR | PT
todas as notícias
• IMPRIMIR
16 Novembro 2016
Münstersche Zeitung

"Grazie mille, Papa Francesco"

2 Novembro 2016
Il Sole 24 ore - Sanità

Connessi al Centrafrica

31 Outubro 2016
Vatican Insider

Iraq, Sant’Egidio: servono aiuti umanitari e dialogo per superare la crisi

2 Agosto 2016
kath.ch

«Wer willkommen geheissen wird, radikalisiert sich kaum»

21 Junho 2016
Huffington Post

La riunificazione della Libia passa (anche) dal Fezzan

19 Maio 2016
Famiglia Cristiana

Il Trump filippino spaventa il mondo

todos os press releases
• PENA DE MORTE NO
26 Outubro 2014

Sant'Egidio with the Pope for the commitment against the death penalty

25 Outubro 2014
MANILA, FILIPINAS

NO JUSTICE WITHOUT LIFE: Asia for life

10 Outubro 2014
MANILA, FILIPINAS

1st Asia Pacific Dialogue on human rights and respect for human dignity International Conference: No justice without life

ir para nenhuma pena de morte
• DOCUMENTOS

Libya: The humanitarian agreement for the region of Fezzan, signed at Sant'Egidio on June 16th 2016 (Arabic text)

todos os documentos
• LIVROS

Shabhaz Bhatti





Paoline
todos os livros

FOTOS

166 visitas

150 visitas
todos os meios de comunicação relacionados

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri