Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

Riccardi Andrea: revista de imprensa

change language
você está em: home - news newsletterlink

Support the Community

  
7 Setembro 2014

Zygmunt Bauman: o diálogo no tempo da sociedade líquida

Não devemos dar ao diálogo uma estrutura formal com um programa padrão, mas fazer surgir ideias, estando dispostos a viajar numa estrada com dois sentidos, tornando-se mestres e alunos ao mesmo tempo.

 
versão para impressão

 Retomando algumas expressões do Papa Francisco, Zygmunt Bauman, um escritor polonês e intelectual, conhecido pelos seus estudos sobre a sociedade líquida, interveio na assembleia inaugural do encontro internacional, 'a Paz é o futuro', organizado pela Comunidade de Sant'Egidio em Antuérpia, na Bélgica, cem anos após o início da Primeira Guerra Mundial: "o diálogo não é uma série de monólogos em que os oradores  tentam subjugar-se uns aos outros. O diálogo é a arte mais importante que queremos aprender para manter a paz n planeta". A pessoa que recusa o diálogo "é uma pessoa corrupta, que conhece somente a colaboração, não a amizade; que divide o próximo em colaboradores ou inimigos. Nós sabemos como se enfrentam hoje os adversários. "O amor, ao contrário, "é alegria pela existência do outro". Na sociedade láquida Internet, ao invés de uma ferramenta útil, "pode tornar-se uma das formas que permite de negar tudo o que não se quer ver." No entanto, existem três níveis para se deslocar do monólogo ao diálogo. O primeiro passo é a 'sociabilidade', graças à qual podemos aceitar os outros ao nosso redor. Isto permite de percorrer o caminho da solidariedade que é um processo de reconciliação que leva à unidade. A unidade é substância do diálogo, arte indispensável. Nesse sentido, segundo Bauman o diálogo eficaz é o informal, "aberto e baseado na cooperação. Não devemos dar ao diálogo uma estrutura formal com um programa padrão, mas fazer surgir ideias, estando dispostos a viajar numa estrada com dois sentidos, tornando-se mestres e alunos ao mesmo tempo. Isso é o que permite de aprender a aceitar que se pode estar errado".


 LEIA TAMBÉM
• NOTÍCIA
12 Fevereiro 2014
ANTUÉRPIA, BÉLGICA

"Peace is the Future". Lançado o encontro internacional de Oração pela Paz de 2014 em Antuérpia

IT | EN | ES | DE | FR | PT | NL | ID
7 Setembro 2014

Riccardi: "Mesmo perante o conflito mais desumano confirmamos que não pode haver guerra e violência em nome de Deus"

IT | EN | ES | FR | PT | NL
7 Setembro 2014
ANTUÉRPIA, BÉLGICA

PEACE IS THE FUTURE: OLHA PARA O PROGRAMA EM DIRECTO

IT | EN | ES | PT
7 Setembro 2014
ANTUÉRPIA, BÉLGICA

Herman Van Rompuy: a paz é a autêntica essência do projecto europeu

IT | EN | PT
8 Setembro 2014

O Grande Mufti do Cairo, "O Islão é uma religião de diálogo, o extremismo deve ser erradicado"

IT | EN | ES | DE | FR | PT
8 Setembro 2014

O guardião do Sagrado Convento no encontro internacional Sant'Egidio. São Francisco, a natureza e o desenvolvimento sustentável

IT | EN | FR | PT
todas as notícias
• IMPRIMIR
28 Setembro 2014
Catalunya Cristiana

Construir un futur sense guerra

6 Setembro 2014
Avvenire

«La pace è il futuro». La sfida di Sant`Egidio

5 Setembro 2014
Infocatho.be

« La Paix est l’avenir ». Jan De Volder (Sant’Egidio) : « Nous sommes des semeurs, pas des moissonneurs »

2 Setembro 2014
lalibre.be

Anvers, capitale mondialedes religions pour la paix

30 Agosto 2014
Katholiek Nieuwsblad

‘Vrede is de enige toekomst’

30 Agosto 2014
Relevant

Geloven in dialoog in deze tijd

todos os press releases
• EVENTOS
27 Setembro 2014 | MOÇAMBIQUE

De Antuérpia a Moçambique: Peace is the Future em Nampula, Quelimane e Tete

Todas as reuniões de oração pela paz
• DOCUMENTOS

Antwerp 2014 Peace is The future - Programme EN

Antwerpen 2014 Programma in Italiano

todos os documentos