Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 2,22-36

Homens de Israel, escutai estas palavras: Jesus de Nazaré, Homem acreditado por Deus junto de vós, com milagres, prodígios e sinais que Deus realizou no meio de vós por seu intermédio, como vós próprios sabeis,

este, depois de entregue, conforme o desígnio imutável e a previsão de Deus, vós o matastes, cravando-o na cruz pela mão de gente perversa.

Mas Deus ressuscitou-o, libertando-o dos grilhões da morte, pois não era possível que ficasse sob o domínio da morte.

David diz a seu respeito:
‘Eu via constantemente o Senhor diante de mim,
porque Ele está à minha direita, a fim de eu não vacilar.

Por isso o meu coração se alegrou
e a minha língua exultou;
e até a minha carne repousará na esperança,

porque Tu não abandonarás a minha vida na habitação dos mortos,
nem permitirás que o teu Santo conheça a decomposição.

Deste-me a conhecer os caminhos da Vida,
hás-de encher-me de alegria com a tua presença.’

Irmãos, seja-me permitido falar-vos sem rodeios: o patriarca David morreu e foi sepultado, e o seu túmulo encontra-se, ainda hoje, entre nós.

Mas, como era profeta e sabia que Deus lhe prometera, sob juramento, que um dos descendentes do seu sangue havia de sentar-se no seu trono,

viu e proclamou antecipadamente a ressurreição de Cristo por estas palavras: ‘Não foi abandonado na habitação dos mortos e a sua carne não conheceu a decomposição.’

Foi este Jesus que Deus ressuscitou, e disto nós somos testemunhas.

Tendo sido elevado pelo poder de Deus, recebeu do Pai o Espírito Santo prometido e derramou-o como vedes e ouvis.

David não subiu aos Céus, mas ele próprio diz:
‘O Senhor disse ao meu Senhor:
Senta-te à minha direita,

 até Eu pôr os teus inimigos
por estrado dos teus pés.’

Saiba toda a casa de Israel, com absoluta certeza, que Deus estabeleceu como Senhor e Messias a esse Jesus por vós crucificado.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Pedro, no seu discurso aos povos da Terra, anuncia que Jesus derrotou o mal e a morte e instaurou um mundo novo para todos. O apóstolo recorda aos presentes que o jovem profeta de Nazaré, depois de ter realizado os milagres e as curas, entregou-Se voluntária e livremente à violência do mal. Foi condenado à morte e crucificado. Mas o Pai ressuscitou-O, “libertando-O das cadeias da morte”. A Sua obediência, o abandono à vontade do Pai e o amor infinito pelos homens, valeram-Lhe a ressurreição. “Deus, porém, ressuscitou este Jesus”, diz Pedro à multidão reunida diante daquela porta. É o anúncio da Páscoa, o cerne da fé cristã. Este anúncio atravessou os séculos e chegou até nós; é-nos entregue para que, por sua vez, a possamos comunicar aos outros. É esta a tradição que devemos continuar a viver e a anunciar. É o Evangelho, a Boa Notícia que o mundo espera, porque não é uma palavra vazia, abstracta, teórica, mas uma palavra que entra nos corações dos homens e os transforma. E estes homens com o coração cheio da Palavra de Deus conseguem transformar o mundo, realizando aqueles milagres do amor que de outra forma seriam impossíveis. O amor de Jesus que Pedro anuncia é o amor d’Aquele que amou o próximo mais do que a Si mesmo, que assumiu o pecado de todos e Se entregou à morte. Este amor ilimitado, derrotou o limite trágico da morte. Se até então, a morte punha a palavra fim à vida, a partir daquele momento sucedia o contrário: a vida vence a morte, o amor vence o mal. Os profetas tinham-no pré-anunciado, recorda Pedro aos seus ouvintes. Muitos deles conheciam o que estava escrito nos Profetas, mas provavelmente já se tinham esquecido ou, de qualquer modo, não tinham acreditado, como muitas vezes sucede connosco quando não damos peso às palavras do Evangelho. Jesus realizou as profecias, os sonhos de muitos que aguardam por um mundo novo, justo e cheio de amor. Pedro – e cada crente quando testemunha o amor evangélico é um pouco como Pedro hoje – continua a dizer aos povos da Terra: “Que todo o povo de Israel fique a saber com certeza que Deus tornou Senhor e Cristo aquele Jesus que vós crucificastes”.


12/08/2017
Oração da vigília


Calendário da semana
NOV
19
Domingo, 19 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
20
Segunda-feira, 20 de Novembro
Oração pela Paz
NOV
21
Terça-feira, 21 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
22
Quarta-feira, 22 de Novembro
Oração com os santos
NOV
23
Quinta-feira, 23 de Novembro
Oração pela Igreja
NOV
24
Sexta-feira, 24 de Novembro
Oração da Santa Cruz
NOV
25
Sábado, 25 de Novembro
Oração da vigília
NOV
26
Domingo, 26 de Novembro
Liturgia dominical