Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

I Coríntios 3,1-9

Quanto a mim, irmãos, não pude falar-vos como a simples homens espirituais, mas como a homens carnais, como a criancinhas em Cristo. Foi leite que vos dei a beber e não alimento sólido, que ainda não podíeis suportar. Nem mesmo agora podeis, visto que sois ainda carnais. Pois se há entre vós rivalidades e contendas, não é porque sois carnais e procedeis de modo meramente humano? Quando um diz: «Eu sou de Paulo»; e outro: «Eu sou de Apolo», não estais a proceder como simples homens? Pois, quem é Apolo? Quem é Paulo? Simples servos, por cujo intermédio abraçastes a fé, e cada um actuou segundo a medida que o Senhor lhe concedeu. Eu plantei, Apolo regou, mas foi Deus quem deu o crescimento. Assim, nem o que planta nem o que rega é alguma coisa, mas só Deus, que faz crescer. Tanto o que planta como o que rega formam um só, e cada um receberá a recompensa, conforme o seu próprio trabalho. Pois, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois o seu terreno de cultivo, o edifício de Deus.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Paulo lembra aos cristãos de Corinto que eles estão ainda no início do caminho espiritual. O apóstolo usa a eficaz imagem da mãe que dá ao filho ainda pequeno o leite como nutrimento e não uma comida demasiado sólida, mostrando uma grande sabedoria pastoral. Não se trata só de verdades para aprender de cor mas de uma maturação interior, de um crescimento no conhecimento e no amor que requer uma grande sabedoria e paciência pastoral. O obstáculo que o responsável pastoral e que cada um de nós, que deve “crescer”, tem perante o Senhor, é a nossa “carne” (ou seja, os ciúmes, as contendas, o orgulho) que guia os nossos pensamentos e os nossos comportamentos: daí a razão da desagregação da comunhão e o aparecimento de rupturas que minam a unidade da comunidade e, portanto, a própria vida. Paulo volta a admoestar os cristãos para não atentarem à unidade da comunidade, que é o corpo de Cristo. Por isso, os discípulos não se devem deixar levar pelos próprios instintos (o orgulho, o egocentrismo, a auto-suficiência, a avareza, a obstinação e outras coisas) que separam uns dos outros e, sobretudo, afasta-os do Espírito do Senhor que é O único, que pode fazer crescer a comunidade segundo o Evangelho. Paulo lembra que só um é que é o verdadeiro Mestre e o verdadeiro Pastor da comunidade, Jesus. E um só é o Pai de todos, o Senhor. Os crentes, para além do serviço para o qual cada um é chamado pelo Senhor, são todos servidores; ninguém é senhor da comunidade, ninguém a possui, ninguém deve impor aos outros o seu ritmo, os seus hábitos, as suas próprias tradições. Todos somos chamados para sermos “colaboradores de Deus” na edificação do Seu “edifício espiritual”. E cada um deve cooperar nesta construção com os carismas que recebeu do Senhor. Paulo relembra que é necessário estarmos atentos a como se constrói a família de Deus sabendo bem que o único verdadeiro e seguro fundamento da Igreja é o Evangelho.


19/02/2013
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
NOV
19
Domingo, 19 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
20
Segunda-feira, 20 de Novembro
Oração pela Paz
NOV
21
Terça-feira, 21 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
22
Quarta-feira, 22 de Novembro
Oração com os santos
NOV
23
Quinta-feira, 23 de Novembro
Oração pela Igreja
NOV
24
Sexta-feira, 24 de Novembro
Oração da Santa Cruz
NOV
25
Sábado, 25 de Novembro
Oração da vigília
NOV
26
Domingo, 26 de Novembro
Liturgia dominical