Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória dos primeiros mártires da Igreja de Roma, durante a perseguição de Nero.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 8,18-22

Vendo Jesus em torno de si uma grande multidão, decidiu passar à outra margem. Saiu-lhe ao encontro um doutor da Lei, que lhe disse: «Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores.» Respondeu-lhe Jesus: «As raposas têm tocas e as aves do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.» Um dos discípulos disse-lhe: «Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar o meu pai.» Jesus, porém, respondeu-lhe: «Segue-me e deixa os mortos sepultar os seus mortos.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Muitas vezes, lemos nos Evangelhos que as multidões acorriam para Jesus levando consigo pobres, enfermos e endemoninhados para que os curasse. Quantos crepúsculos em Cafarnaum se tornaram na aurora de uma nova vida para muitos doentes! Jesus acolhe, olha comovido para a multidão e sabe distinguir nela as histórias de cada um. Não Se ficou apenas numa só margem, quis também ir para a outra margem do lago, como que a querer evidenciar que ninguém deveria ficar sem o Evangelho, sem uma palavra de salvação. Jesus deixa-se aproximar pela nossa humanidade, mas para transformá-la. É um verdadeiro Mestre, um Amigo que, precisamente porque nos ama, ajuda-nos a sermos diferentes. Muitas vezes, queremos reduzir Jesus a uma das muitas experiências que devem assegurar o nosso bem-estar. Aproxima-se um doutor da Lei que O chama respeitosamente com o título de “Mestre” e manifesta-Lhe a sua disponibilidade em segui-l’O. Provavelmente julga que é suficiente segui-l’O durante algum tempo, aprender algumas noções e pertencer assim a um grupo, com todas as vantagens que isso significava em termos de garantia e de segurança. Por outras palavras, não estaria sozinho e pertenceria a um grupo respeitável. Este doutor da Lei parece ser como a semente que cai onde não há terra, isto é, onde falta o coração. Sem raízes, a semente fica logo queimada pelo sol e pelas adversidades e perde-se, torna-se numa ilusão como muitas. Jesus quer que a semente dê frutos, porque sem a nossa vida, vida estéril. De facto, Jesus responde que segui-l’O significa viver com Ele, isto é, não ter nem uma casa nem um lugar onde repousar a cabeça, porque a vida deve ser vivida em prol dos outros. Jesus não veio para a Terra para oferecer garantias e seguranças para Si e para os Seus. A urgência de proclamar a todos o Evangelho devora-O. O cristão não é gerado filho para se fechar num universo pequeno e seguro, mas para ir até aos confins da Terra. O cristão é sempre um missionário, um homem que sai do seu eu para procurar a sua salvação. O discípulo mesmo quando, como a maior parte de nós, possui uma morada estável é, de qualquer modo, chamado a alimentar e a cultivar a paixão e o interesse pelo mundo e pelas necessidades da igreja difusa sobre toda a Terra. Com a mesma radicalidade, Jesus responde ao discípulo que Lhe pede para ir sepultar o pai antes de O seguir. A resposta de Jesus é paradoxal. Ele não é cruel e sem coração. Não se trata, na verdade, de uma questão de dureza de comportamento, mas da absoluta prioridade da escolha pelo Senhor. Sem deixarmos tudo, não compreendemos o amor do Senhor. E só por amor, é que se deixa tudo.


30/06/2014
Oração pelos pobres


Calendário da semana
MAR
26
Domingo, 26 de Março
Liturgia dominical
MAR
27
Segunda-feira, 27 de Março
Oração pelos pobres
MAR
28
Terça-feira, 28 de Março
Oração com Maria, Mãe do Senhor
MAR
29
Quarta-feira, 29 de Março
Oração com os santos
MAR
30
Quinta-feira, 30 de Março
Oração pela Igreja
MAR
31
Sexta-feira, 31 de Março
Oração da Santa Cruz
ABR
1
Sábado, 1 de Abril
Oração da vigília
ABR
2
Domingo, 2 de Abril
Liturgia dominical