Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de São Gregório Magno (540-604), Papa e doutor da Igreja.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 4,38-44

Deixando a sinagoga, Jesus entrou em casa de Simão. A sogra de Simão estava com muita febre, e intercederam junto dele em seu favor. Inclinando-se sobre ela, ordenou à febre e esta deixou-a; ela erguendo-se, começou imediatamente a servi-los. Ao pôr do sol, todos quantos tinham doentes, com diversas enfermidades, levavam-lhos; e Ele, impondo as mãos a cada um deles, curava-os. Também de muitos saíam demónios, que gritavam e diziam: «Tu és o Filho de Deus!» Mas Ele repreendia-os e não os deixava falar, porque sabiam que Ele era o Messias. Ao romper do dia, saiu e retirou-se para um lugar solitário. As multidões procuravam-no e, ao chegarem junto dele, tentavam retê-lo, para que não se afastasse delas. Mas Ele disse-lhes: «Tenho de anunciar a Boa-Nova do Reino de Deus também às outras cidades, pois para isso é que fui enviado.» E pregava nas sinagogas da Judeia.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus saindo da sinagoga, dirigiu-Se para a casa de Pedro. Aí, apresentaram-Lhe a sogra do apóstolo que estava de cama, doente. Inclinou-Se sobre ela e ordenou à febre que a deixasse. E a febre, escreve o apóstolo, deixou-a e a velha mulher foi libertada. Toda a vida de Jesus foi sempre um debruçar-Se sobre os pobres, os fracos e, neste caso, sobre uma idosa. Nela vemos os muitos idosos que hoje estão circundados pela indiferença e pela maldade e que são obrigados a ficar prisioneiros da tristeza à espera de um triste fim! O Senhor Jesus, inclinando-Se sobre aquela mulher, deu-lhe vigor e forças tanto é que ela se levantou da cama e começou a servi-los. A velhice não é um naufrágio, não é uma derrota. Se acolhida e ajudada, pode ser um tempo de nova vitalidade. Basta pensar, por exemplo, no tempo para a oração que pode ser uma nova vocação a redescobrir nos últimos anos da vida. O evangelista dá-nos a entender que Jesus ficou em casa até ao fim do dia e, depois, diz-nos que todos aqueles que tinham doentes levavam-nos à porta daquela casa. A casa de Pedro, transformada na própria casa de Jesus, tornou-se ponto de referência para as pessoas daquela cidade para onde levavam os fracos, os pobres, os doentes. Todos iam bater àquela porta, certos de que seriam atendidos. Não deveria ser assim em todas as comunidades cristãs? Não deveríamos ser todos uma verdadeira porta de esperança para aqueles que procuram conforto e ajuda? Infelizmente, ainda estamos longe desta cena evangélica. Mas, onde isso acontece, a comunidade cristã revive a mesma alegria dos discípulos quando viam homens e mulheres curados pela força do Evangelho do amor. Devemos afastar de nós o cepticismo – de todo racionalista - acerca dos milagres. Certo, não devemos concebê-los apenas como eventos “milagrosos”: Na verdade, são muitos os modos como os milagres ocorrem e não são só os do corpo. Nos Evangelhos, apesar de serem enumerados só 35 milagres, fala-se muitas vezes de “milagres, prodígios e sinais” feitos por Jesus. Eram a demonstração visível da chegada entre nós do Reino do Céu, do novo mundo que Jesus inaugurava. Tudo mirava a construir desde já, um novo mundo, onde reinasse o amor, a justiça, a paz, a felicidade, o bem-estar para todos. Este poder de fazer milagres e de edificar um mundo novo foi entregue por Jesus também aos Seus discípulos de todos os tempos. Também a nós. E Lucas diz-nos de onde vem a força para realizar os milagres e transformar o mundo: “ao raiar do dia, saiu e foi para um lugar deserto” para rezar. Daqui nascia a Sua força. É uma grande lição para todos nós. Dirigir ao amanhecer do dia a nossa oração ao Senhor significa orientar bem o dia e receber de Deus a força para testemunhar o Seu amor. Com Jesus, não ficaremos bloqueados nos nossos hábitos e costumes. Jesus conduzir-nos-á com Ele a anunciar o Evangelho em qualquer parte do mundo.


03/09/2014
Oração com os santos


Calendário da semana
OUT
22
Domingo, 22 de Outubro
Liturgia dominical
OUT
23
Segunda-feira, 23 de Outubro
Oração pelos pobres
OUT
24
Terça-feira, 24 de Outubro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
OUT
25
Quarta-feira, 25 de Outubro
Oração com os santos
OUT
26
Quinta-feira, 26 de Outubro
Oração pela Igreja
OUT
27
Sexta-feira, 27 de Outubro
Oração da Santa Cruz
OUT
28
Sábado, 28 de Outubro
Oração dos Apóstolos
OUT
29
Domingo, 29 de Outubro
Liturgia dominical