Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 14,1-7

Em Icónio, Paulo e Barnabé entraram igualmente na sinagoga dos judeus e falaram de tal maneira que uma grande multidão de judeus e de gregos abraçou a fé. Mas os judeus que não acreditaram instigaram e indispuseram os pagãos contra os irmãos. Apesar disso, Paulo e Barnabé demoraram-se por lá bastante tempo, absolutamente confiados no Senhor, que dava testemunho à palavra da sua graça, concedendo que se fizessem milagres e prodígios pelas mãos deles. A população da cidade dividiu-se: uns eram pelos judeus e outros pelos Apóstolos. Entre os pagãos e os judeus, conduzidos pelos respectivos chefes, levantou-se um movimento para os maltratar e apedrejar. Logo que tiveram conhecimento disso, refugiaram-se nas cidades da Licaónia, Listra e Derbe, e arredores, onde começaram a anunciar a Boa-Nova.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo e Barnabé deixam Chipre e chegam a Icónio (Konya), uma cidade situada na grande estrada do comércio, chamada “Caminho Imperial”. Dirigem-se logo para a sinagoga e ali, com a pregação, convencem muitos hebreus a abraçarem a fé cristã, salvo os que Lucas chama “inconvertíveis”, isto é, os que se fecham tão hermeticamente nas próprias tradições ao ponto de fazerem disso um ídolo do qual já não se podem separar. A reacção dessas pessoas não se faz esperar. E não poderia ser doutra maneira. Mais uma vez, manifesta-se a oposição ao Evangelho, apesar da realização de prodígios devido à pregação de Paulo. Toda a cidade fica envolvida na contenda e divide-se em duas partes, de um lado os apoiantes dos apóstolos e, do outro, os opositores que chegam até a organizar a captura de Paulo e de Barnabé para os poderem lapidar. O autor dos Actos apresenta uma singular, mas frequente, aliança entre várias facções contra os dois discípulos. Acontecera a mesma coisa também a Jesus nos dias da Paixão. Paulo e Barnabé, ao saberem do complot, fogem para Listra. No entanto, a fuga não esmorece a paixão deles em edificar a Igreja. Chegados à nova cidade e, apesar dos perigos aos quais acabaram de escapar, retomam a pregação do Evangelho. Deveras, não podem viver sem proclamar a Palavra de Deus. E Paulo di-lo-á aos Coríntios: “Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim; pelo contrário, é uma necessidade que me foi imposta: ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho” (1 Cor 9, 16). E, nisto, é um exemplo também para os crentes de hoje. Sempre que se atenua a urgência de proclamar o Evangelho e de agir em prol do crescimento da comunidade cristã, traímos a própria vocação cristã que é, por sua natureza, missionária.


05/10/2017
Oração pela Igreja


Calendário da semana
NOV
19
Domingo, 19 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
20
Segunda-feira, 20 de Novembro
Oração pela Paz
NOV
21
Terça-feira, 21 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
22
Quarta-feira, 22 de Novembro
Oração com os santos
NOV
23
Quinta-feira, 23 de Novembro
Oração pela Igreja
NOV
24
Sexta-feira, 24 de Novembro
Oração da Santa Cruz
NOV
25
Sábado, 25 de Novembro
Oração da vigília
NOV
26
Domingo, 26 de Novembro
Liturgia dominical