Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Actos dos Apóstolos 19,1-20

Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, depois de atravessar as regiões do interior, chegou a Éfeso. Encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: «Recebestes o Espírito Santo, quando abraçastes a fé?» Responderam: «Mas nós nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo.» E indagou: «Então, que baptismo recebestes?» Responderam eles: «O baptismo de João.» «João - disse Paulo - ministrou apenas um baptismo de penitência e dizia ao povo que acreditasse naquele que ia chegar depois dele, isto é, Jesus.» Quando isto ouviram, baptizaram-se em nome do Senhor Jesus. E, tendo-lhes Paulo imposto as mãos, o Espírito Santo desceu sobre eles e começaram a falar línguas e a profetizar. Eram, ao todo, uns doze homens. Paulo foi, em seguida, à sinagoga, onde, durante três meses, falou desassombradamente e argumentava de forma a persuadir os seus ouvintes sobre o que dizia respeito ao Reino de Deus. Como alguns se mostrassem renitentes e não acreditassem, dizendo mal da «Via» perante a multidão, rompeu com eles, afastou-se com os seus discípulos e começou a ensinar diariamente na escola de Tirano. Isto prolongou-se por dois anos, de modo que todos os habitantes da Ásia, tanto judeus como gregos, puderam ouvir a palavra do Senhor. Deus fazia milagres extraordinários por intermédio de Paulo, a tal ponto que bastava aplicar aos doentes os lenços e as roupas que tinham estado em contacto com o seu corpo, para que as doenças e os espíritos malignos os deixassem. Entretanto, alguns dos exorcistas judeus, ambulantes, tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que estavam possuídos de espíritos malignos, dizendo: «Esconjuro-vos por Jesus, a quem Paulo anuncia.» E havia sete filhos de um certo Escevas, Sumo Sacerdote judeu, que se entregavam a estas práticas. Mas o espírito maligno replicou-lhes: «Eu conheço Jesus e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois?» E atirando-se a eles o homem que estava possuído do espírito maligno, apoderou-se de uns e de outros e tratou-os tão violentamente, que tiveram de fugir daquela casa, nus e cobertos de contusões. Todos os habitantes de Éfeso, judeus e gregos, souberam da ocorrência, e todos se encheram de temor, sendo enaltecido o nome do Senhor Jesus. Muitos dos que tinham abraçado a fé vieram confessar e declarar as suas práticas. E muitos dos que se tinham dedicado à magia trouxeram os seus livros e queimaram-nos diante de todos. O valor dos livros foi calculado em cinquenta mil moedas de prata. Era assim que a palavra do Senhor se desenvolvia e fortalecia vigorosamente.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Paulo continua a sua missão nas cidades das redondezas. Lucas diz-nos que fora para Éfeso, cidade rica e populosa, capital da Província da Ásia, posta numa posição estratégica na encruzilhada das principais vias marítimas e terrestres entre o Oriente e o Ocidente. Durante três anos Éfeso torna-se no centro da sua missão; daqui parte para outras cidades e daqui escreve várias cartas às comunidades por ele fundadas, como as cartas aos Coríntios. Mal chega à cidade, Paulo encontra alguns discípulos de João Baptista e leva-os a aderir ao Evangelho: com efeito, é no nome do Senhor Jesus que se alcança a salvação. Enquanto estes aderem à sua pregação, outros hebreus, pelo contrário, e mais uma vez, criam obstáculos à obra do apóstolo. A este ponto, como acontecera em Corinto, Paulo abandona a sinagoga e transfere-se para uma “escola” pertencente a um certo Tiranos de onde continua a sua pregação. Aqui dá azo a toda a sua paixão apostólica. E, tal como Jesus tinha prometido aos apóstolos, também entre eles, prodígios e sinais miraculosos acompanham e confirmam a pregação do Evangelho, “a tal ponto que pegavam em lenços e aventais usados por Paulo para os colocar sobre os doentes, e estes eram libertados das suas doenças e os espíritos maus eram afastados”. Não era, obviamente, o resultado de magias ou de técnicas particulares como alguns, superficialmente, pensavam e tentavam imitar. A cura não era obra de Paulo mas da acção do Senhor que Se servia do Seu discípulo. Os efeitos extraordinários da pregação evangélica fizeram-se sentir em todos os cantos da cidade e muitas pessoas abandonavam as práticas mágicas a que se dedicavam e aceitavam a nova vida proposta pelo apóstolo. Lucas conclui: “Assim, a Palavra do Senhor crescia e firmava-se com grande poder”. Todo o crente e toda a comunidade cristã são chamados a reconsiderar com atenção se vivem a própria fé no exemplo de Paulo nas cidades onde residem. O Senhor escolheu os Seus discípulos como instrumentos da Sua obra de salvação e de libertação.


25/10/2017
Oração com os santos


Calendário da semana
NOV
12
Domingo, 12 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
13
Segunda-feira, 13 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
14
Terça-feira, 14 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
15
Quarta-feira, 15 de Novembro
Oração com os santos
NOV
16
Quinta-feira, 16 de Novembro
Oração pela Igreja
NOV
17
Sexta-feira, 17 de Novembro
Oração da Santa Cruz
NOV
18
Sábado, 18 de Novembro
Oração da vigília
NOV
19
Domingo, 19 de Novembro
Liturgia dominical