change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória da Apresentação no Templo da Mãe do Senhor. Esta festa, nascida em Jerusalém e celebrada também no Oriente, recorda ao mesmo tempo o antigo Templo e a oferta que Maria fez da Sua vida ao Senhor.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

São Marcos 3,31-35

Nisto chegam sua mãe e seus irmãos que, ficando do lado de fora, o mandam chamar. A multidão estava sentada em volta dele, quando lhe disseram: «Estão lá fora a tua mãe e os teus irmãos que te procuram.» Ele respondeu: «Quem são minha mãe e meus irmãos?» E, percorrendo com o olhar os que estavam sentados à volta dele, disse: «Aí estão minha mãe e meus irmãos. Aquele que fizer a vontade de Deus, esse é que é meu irmão, minha irmã e minha mãe.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

A festa da Apresentação de Maria ao Templo está ligada à dedicação da igreja de Santa Maria a Nova construída junto do Templo de Jerusalém no ano 543. Maria, a Theotokos (Mãe de Deus), é o verdadeiro Templo onde é oferecido o único sacrifício aceite por Deus. Com esta memória é acolhida a tradição do apócrifo Proto-Evangelho de Tiago que narra a consagração a Deus de Maria adolescente. É uma devota tradição que nos induz a pensar na urgência de levar a Deus os muitos adolescentes de hoje que, muitas vezes, são impedidos não só de apreciar as coisas lindas da existência mas até mesmo a própria vida. Precisamos de envidar todos os esforços para guardar esses pequenos para que, libertados de uma sociedade que os faz crescer na senda do egoísmo e da vaidade possam, pelo contrário, ser educados no ensinamento do Evangelho. O evangelista Marcos leva-nos para uma cena evangélica que nos chama a atenção sobre a urgência de seguirmos o ensinamento de Jesus. É uma página que pode parecer dura para com a Mãe de Jesus, mas na verdade, representa o caminho que Maria percorreu desde sempre. Conta que Jesus está numa casa e que há uma multidão apinhada à Sua volta para O escutar. Ao chegarem os Seus parentes, com a Mãe, mandam-n’O chamar. Os parentes “ficam do lado de fora” escreve o evangelista, dando obviamente uma indicação não apenas espacial. Só os que “estão dentro” e que escutam a Sua Palavra, diz Jesus, é que são a Sua verdadeira família. A comunidade cristã nasce sempre da escuta da Palavra de Deus e vive da escuta d’Ela. E todos nós devemos estar atentos para não cairmos na tentação de nos considerarmos “parentes” de Jesus, isto é, de pensarmos que já não precisamos de nos reunir à Sua volta para O escutar, como se o acesso a Ele fosse “natural” e certo. Isto é, não basta pertencer ao grupo dos cristãos para termos a salvação. Precisamos, todos os dias, de entrar “dentro” da comunidade para escutar o Evangelho como a Igreja O proclama. E não se é discípulo uma vez por todas! Precisamos de escutar o Evangelho todos os dias e de O acolher no coração. O exemplo de Maria, levada ao Templo, é uma preciosa indicação para todas as comunidades cristãs para serem escola de comunhão e de amor. E isso é decisivo também para as famílias cristãs para que se empenhem a transmitir a fé aos filhos desde pequenos para que, também eles, como Jesus, cresçam em “sabedoria, estatura e graça”.


21/11/2017
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
DEZ
10
Domingo, 10 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
11
Segunda-feira, 11 de Dezembro
Oração pelos pobres
DEZ
12
Terça-feira, 12 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
13
Quarta-feira, 13 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
14
Quinta-feira, 14 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
15
Sexta-feira, 15 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
16
Sábado, 16 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
17
Domingo, 17 de Dezembro
Liturgia dominical