Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres,
a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos,
a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 17,26-37

Como sucedeu nos dias de Noé, assim sucederá também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, os homens casavam-se e as mulheres eram dadas em casamento, até ao dia em que Noé entrou na Arca e veio o dilúvio, que os fez perecer a todos. O mesmo sucedeu nos dias de Lot: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam, construíam; mas, no dia em que Lot saiu de Sodoma, Deus fez cair do céu uma chuva de fogo e enxofre, que os matou a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se revelar. Nesse dia, quem estiver no terraço e tiver as suas coisas em casa não desça para as tirar; e, do mesmo modo, quem estiver no campo não volte atrás. Lembrai-vos da mulher de Lot. Quem procurar salvar a vida, há-de perdê-la; e quem a perder, há-de conservá-la. Digo-vos que, nessa noite, estarão dois numa cama: um será tomado e o outro será deixado. Duas mulheres estarão juntas a moer: uma será tomada e a outra será deixada. Dois homens estarão no campo: um será tomado e o outro será deixado.» Tomando a palavra, os discípulos disseram-lhe: «Senhor, onde sucederá isso?» Respondeu-lhes: «Onde estiver o corpo, lá se juntarão também os abutres.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus continua a falar aos fariseus que o tinham interrogado sobre o Reino do Céu e fala como de um evento imprevisto que chega inesperadamente. Por isso, exorta todos a prepararem-se sem perder tempo. Com dois exemplos do Antigo Testamento, o castigo do dilúvio e a destruição de Sodoma, Jesus chama a atenção para não nos resignarmos ao mal, para não nos fecharmos no próprio egocentrismo, para não levarmos uma vida banal e sem sentido, cheia apenas do próprio eu e das próprias satisfações. Quem estiver fechado em si mesmo não será capaz de acolher o “dia” da chegada do Filho do Homem. Por isso, é bom que o discípulo não tenha o coração cheio de si mesmo e das suas coisas, como se não tivesse nada a aguardar ou a mudar. O dilúvio, diz Jesus assim como o fogo do Céu vieram de imprevisto e ninguém se pôde salvar, precisamente porque cada um estava fechado em si mesmo. Jesus chama a atenção aos discípulos para que “nesse dia” e “nessa noite” é preciso vigilar. E a vigilância implica a liberdade das coisas materiais e das próprias tradições. É verdade, o desapego do mundo, dos “bens” é uma condição essencial para poder acolher no coração o Reino de Deus que está a chegar. E o desapego deve referir-se também ao que consideramos o nosso bem supremo: a vida. Jesus diz: “Quem quiser salvar a vida, vai perdê-la; mas, quem perde a vida, salvá-la-á”. O que é que isto quer dizer? O evangelista Lucas já referiu estas palavras, acrescentando “por minha causa” (9, 24). O que Jesus pede aos discípulos é de viver a vida, toda a vida, pelo Evangelho. É assim que a podemos conservar viva, ou melhor, fazê-la crescer. Se permanecermos com o Senhor, recolhemos. Pelo contrário, aquele que permanece só consigo mesmo, isto é, que vive apenas para si, desperdiça e não recolhe nada. Quando o dia estabelecido chegar – continua Jesus – não contará a pertença, mas o facto de se ter escolhido Jesus. Com efeito, apesar de duas pessoas estarem na mesma cama ou estiverem a trabalhar juntas, uma será tomada para o Céu e a outra para o Inferno. Tudo depende do coração, para o qual nos dirigimos. Naquele dia os discípulos, como acontece aos abutres que se dirigem para onde se encontra a presa, reunir-se-ão à volta do Senhor para acolher a salvação.


11/11/2011
Oração da Santa Cruz


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri