Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 21,20-28

«Mas, quando virdes Jerusalém sitiada por exércitos, ficai sabendo que a sua ruína está próxima. Então, os que estiverem na Judeia fujam para os montes; os que estiverem dentro da cidade retirem-se; e os que estiverem no campo não voltem para a cidade, pois esses dias serão de punição, a fim de se cumprir tudo quanto está escrito. Ai das que estiverem grávidas e das que estiverem a amamentar naqueles dias, porque haverá uma terrível angústia no país e um castigo contra este povo. Serão passados a fio de espada, serão levados cativos para todas as nações; e Jerusalém será calcada pelos gentios, até se completar o tempo dos pagãos.» «Haverá sinais no Sol, na Lua e nas estrelas; e, na Terra, angústia entre os povos, aterrados com o bramido e a agitação do mar; os homens morrerão de pavor, na expectativa do que vai acontecer ao universo, pois as forças celestes serão abaladas. Então, hão-de ver o Filho do Homem vir numa nuvem com grande poder e glória. Quando estas coisas começarem a acontecer, cobrai ânimo e levantai a cabeça, porque a vossa redenção está próxima.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

O trecho evangélico fala do destino de Jerusalém. Os evangelistas Mateus e Marcos anunciam apenas o fim do templo, enquanto que Lucas acrescenta também a destruição da Cidade Santa. A Igreja, fazendo-nos escutar este trecho no fim do ano litúrgico, quer-nos ajudar a meditar sobre o fim dos tempos. E é bom que prestemos atenção ao tempo final, ou melhor, à meta para onde se dirige a nossa existência terrena. Não caminhamos no vazio ou arrastados pela falta de sentido. A Palavra de Deus revela-nos o fim da nossa vida: a Jerusalém do Céu. É verdade, nós caminhamos com os olhos postos na cidade do Céu onde o Senhor nos aguarda para nos abraçar juntamente a todos os santos. A imagem da Jerusalém do Céu – que nos é apresentada pelo Apocalipse – quer evidenciar que a salvação cristã não está no plano individual, mas comunitário. É verdade, o Senhor não nos salva um a um singularmente, mas como comunidade, como um povo, como, precisamente, uma cidade. A salvação, para os cristãos, passa através do seu empenho em prol da sociedade onde vivem, da cidade onde vivem. A fé cristã possui uma inderrogável dimensão social; isto é, não nos salvamos sozinhos mas só se tentamos, induzidos pelo Evangelho, a ser “fermento” de amor para a sociedade dos homens, se tentamos fazer resplandecer a “luz” do Evangelho pelos caminhos do mundo, se formos “sal” que dá sabor, isto é, que torna apetecível a vida dos homens. A imagem evangélica de Jerusalém cercada e prostrada leva-nos a pensar na situação da actual Jerusalém, a cidade das três religiões: hebraísmo, cristianismo e islamismo. Não a podemos esquecer; também para nós valem as palavras do salmo: “Que a minha língua se cole ao paladar, se eu não me lembrar de ti… Jerusalém” (Sl 137, 5-6). As suas dificuldades também são as nossas e a oração para que volte a ser a “cidade da paz”, como diz o seu nome, não deve cessar. Nela, entrevemos a Jerusalém Celeste, onde todos os povos se encontram reunidos à volta do único Deus. E a actual desordem do mundo que o evangelista descreve com linguagem apocalíptica mas que descreve bem também o “medo e a ansiedade dos povos”, exorta-nos a nós, crentes, a “levantar-nos e erguer a cabeça” porque o Filho do Homem está próximo, ou melhor, veio habitar entre os homens para que o mundo deixe de estar sob o jugo do mal e da violência. Ele veio para indicar a todos o caminho da paz. A nós crentes, em particular, o Senhor confia a responsabilidade de mostrar ao mundo a beleza e a força do Evangelho do amor e da paz.


24/11/2011
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri