Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

I Crônicas 11,10-25

Eis os heróis principais que estavam ao serviço de David e o ajudaram, com todo o Israel, a assegurar o seu domínio, a fim de o proclamar rei de Israel, segundo a palavra do Senhor. Eis o número dos heróis que estavam ao serviço de David: Jachobam, chefe dos três, filho de Hacmoni, brandiu a sua lança contra trezentos homens e abateu-os de uma só vez. Depois deste, Eleázar, filho de Dodo, o aoíta, um dos três heróis. Estava com David, em Pas-Damim, onde os filisteus se reuniram para o combate. Havia ali um campo de cevada e, quando o povo fugia diante dos filisteus, ele e os seus colocaram-se no meio do campo, defenderam-no e destroçaram os filisteus. E o Senhor operou uma grande vitória. Três dos trinta capitães desceram à rocha da caverna de Adulam, onde estava David; os filisteus acamparam no vale dos refaítas. Ora David estava na caverna, e os filisteus tinham uma guarnição em Belém. David exprimiu este desejo: «Quem me dará de beber da água da cisterna que está às portas de Belém?» Os três homens atravessaram o acampamento dos filisteus e tiraram a água da cisterna que está à porta de Belém. Levaram-na a David, mas David não a quis beber e fez dela uma libação ao Senhor, dizendo: «Deus me livre de fazer tal coisa! Beberia eu o sangue desses homens? Pois trouxeram-ma com risco das suas vidas.» E não a quis beber. Eis o que fizeram esses três valentes. Abisai, irmão de Joab, era o chefe dos trinta; brandiu a sua lança contra trezentos homens, matou-os, mas não teve o nome entre os três. Era duplamente considerado entre os trinta e foi seu chefe, mas não se igualou aos três primeiros. Benaías, filho de Joiadá, homem valente e rico em façanhas, natural de Cabeciel, derrotou os dois heróis de Moab e desceu a matar um leão dentro da cisterna, num dia de neve. Venceu também um egípcio de cinco côvados de altura, que tinha na mão uma lança semelhante a um rolo de tear. Atirou-se a ele com o cajado, arrancou-lhe a lança das mãos e matou-o com a sua própria lança. Tudo isto fez Benaías, filho de Joiadá, e celebrizou-se entre os trinta valentes. Era dos mais considerados entre eles, mas não se igualou aos três. David colocou-o à frente da sua guarda.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

O capítulo décimo primeiro do primeiro livro das Crónicas apresenta uma lista de soldados que acompanham David no seu feito. Com isso, o Cronista quer evidenciar que os valentes guerreiros que puseram a própria força ao serviço de David, inseriram-se no plano de salvação que o Senhor queria realizar através da obra de David. Eles compreenderam que é decisivo para a vida deles não ficarem sozinhos com a própria força e valentia, mas inserir-se no plano de Deus. É um ensinamento importante para todo aquele que se quiser libertar da escravidão do próprio eu, isto é, da convicção de que a vida consiste em enfatizar a própria pessoa, em encontrar um espaço só para si mesmo. Com David, e ainda mais com o próprio Filho Jesus de quem David era a imagem, o Senhor deseja inserir-nos no Seu projecto de salvação que abarca todos os povos. Há quem pense, também entre nós que nos professamos Seus discípulos, que Jesus nos queira tirar o nosso espaço. É verdade o contrário. Ele deseja envolver-nos no Seu projecto sobre o mundo. Podemos dizer que Ele é muito mais ambicioso connosco do que não somos nós connosco mesmo. Por isso, pede para olhar mais além, para pensar em grande. Aqueles valentes tinham participado na realização do reino de David. E o autor sente a necessidade de narrar os seus feitos. Fala de Jesbaam, que era o chefe dos "Três", capaz de matar com um só golpe, trezentos homens. Obviamente elogia-se a sua força, mas na realidade, ele vence, graças à companhia de Deus. "O Senhor concedeu uma grande vitória". A ajuda de Deus é evidente também no episódio de Banaías que matou um egípcio que tinha mais de dois metros de altura. Vários detalhes deste combate recordam a luta de David com Golias (1Sm 17, 4-51). E significativa é a generosidade dos "Trinta" que foram até Jerusalém pondo a própria vida em risco, para irem buscar água de uma fonte próxima de Jerusalém e levá-la a David - o "chefe" deles - que tanto a desejava. Eles viam em David o enviado de Deus para o grande projecto da salvação. A este propósito vem-nos à memória as palavras do autor da Carta aos Hebreus que pede aos cristãos da comunidade de Alexandria de "se recordarem", isto é, de estarem atentos e serem atenciosos para com os responsáveis da Comunidade: "Lembrai-vos dos dirigentes, que vos ensinaram a Palavra de Deus" (13, 7). É uma exortação que ecoa ainda mais comovente se pensarmos que alguns destes "dirigentes" tinham provavelmente sofrido o martírio devido à perseguição que tinha sido desencadeada contra a comunidade. De qualquer modo, o que parece claro é que se colocarmos as nossas obras nas mãos de Deus, os frutos serão multiplicados.


18/09/2012
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri