Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

II Crônicas 34,14-33

No momento em que se retirava o dinheiro que tinha sido levado ao templo do Senhor, o sacerdote Hilquias descobriu o livro da Lei do Senhor, dada por Moisés. Disse então Hilquias ao escriba Chafan: «Encontrei o livro da Lei no templo do Senhor.» E entregou-o a Chafan. O escriba Chafan levou-o ao rei e fez-lhe o seguinte relato: «Os teus servos fizeram tudo o que lhes confiaste: fundiram a prata encontrada no templo do Senhor e entregaram-na aos encarregados e aos empreiteiros dos trabalhos.» O escriba Chafan disse ainda ao rei: «O sacerdote Hilquias entregou-me este livro.» E começou a ler o livro na presença do rei. Ao escutar as palavras da Lei, o rei rasgou as suas vestes. Em seguida, deu esta ordem a Hilquias, a Aicam, filho de Chafan, a Abdon, filho de Mica, ao escriba Chafan e ao funcionário real Asaías: «Ide e consultai o Senhor em meu nome e em nome do resto de Israel e de Judá, a respeito das palavras deste livro acabado de encontrar, porque grande é a ira do Senhor que se irá desencadear sobre nós, pois os nossos pais não observaram a palavra do Senhor nem cumpriram tudo o que está escrito neste livro.» Hilquias e aqueles que o rei designara foram ter com a profetisa Hulda, mulher de Chalum, filho de Toqueat, filho de Harsa, guarda do vestiário, a qual habitava em Jerusalém, na cidade nova. Disseram-lhe o que tinha acontecido. Ela respondeu-lhes: «Isto diz o Senhor, Deus de Israel: Dizei àquele que vos enviou a mim: ‘Isto diz o Senhor: Vou enviar sobre este lugar e sobre os seus habitantes todas as calamidades, todas as maldições escritas neste livro, que foi lido na presença do rei de Judá. Já que eles me abandonaram e ofereceram incenso a outros deuses, irritando-me com todas as obras das suas mãos, o meu furor vai inflamar-se contra este lugar e jamais cessará. Mas ao rei de Judá que vos enviou a consultar o Senhor, direis: Isto diz o Senhor, Deus de Israel, a respeito das palavras que ouviste: Porque o teu coração se comoveu e te humilhaste diante de Deus ao ouvires o que está escrito contra este lugar e os seus habitantes e, tremendo diante de mim, rasgaste as tuas vestes e choraste na minha presença, também Eu te ouvirei, diz o Senhor. Vou reunir-te aos teus pais: serás depositado em paz no teu sepulcro; os teus olhos nada verão da catástrofe que vou enviar sobre este lugar e sobre os seus habitantes.’»
E vieram referir ao rei tudo quanto ouviram. Então o rei Josias convocou todos os anciãos de Judá e de Jerusalém. Depois, ele próprio subiu ao templo do Senhor seguido pelos homens de Judá e habitantes de Jerusalém, pelos sacerdotes, pelos levitas e por todo o povo, desde o maior ao menor. Proclamou-lhes integralmente as palavras do livro da aliança, encontrado no templo do Senhor. Pondo-se de pé sobre um estrado, o rei fez uma aliança na presença do Senhor, segundo a qual se comprometia a seguir o Senhor, a guardar os seus mandamentos, as suas ordens e os seus preceitos, de todo o seu coração e com toda a sua alma, cumprindo todas as palavras da aliança escritas nesse livro. Fez com que entrassem nessa aliança todos os que se encontravam em Jerusalém e Benjamim; e os habitantes de Jerusalém agiram segundo a aliança de Deus, Deus de seus pais. Deste modo, Josias fez desaparecer as abominações de todos os países dos filhos de Israel e obrigou todos os que se encontravam em Israel a servirem o Senhor, seu Deus. Enquanto viveu, não se afastaram do Senhor, Deus dos seus pais.


 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Enquanto prosseguem as obras no Templo e, em particular, quando é retirado o dinheiro que foi aí depositado, verifica-se o único evento que distingue Josias de todos os outros reis predecessores e sucessores: o achamento do livro da Lei, escrito de próprio punho por Moisés. No Oriente, o achamento do livro assume um significado emblemático para a renovação da vida. O Cronista supõe que os reis judeus conheçam a Lei: do cumprimento das suas disposições, depende a salvação ou a ruína deles. Então, qual é o significado do achamento do livro? Não se trata de um simples achamento de um tomo qualquer. O Cronista pretende realçar a importância da interpretação que é dada ao livro, por parte da profetisa. Ela exorta Josias a interpretar bem o que aconteceu até então na história do povo de Israel e dos seus povos. É por isso que o livro foi achado. O verdadeiro renovamento não reside nas, apesar de importantes, transformações materiais, quanto numa mais pronta e atenta escuta do Senhor. A leitura do livro da Lei condena Israel, precisamente quando as obras de purificação e de reestruturação terminaram. Josias fica surpreendido e, pelo desespero rasga as vestes e começa a chorar. Na verdade, a escuta das palavras da Lei abriu os olhos do rei sobre a cadeia de transgressões feitas no passado e que pesam ainda sobre a comunidade. A referência aos antepassados não significa declarar a própria pessoal inocência. O rei não se dissocia da história passada, antes pelo contrário, liga a própria pessoa à longa tradição de um comportamento pecaminoso cujos efeitos lhe são claros, precisamente no momento em que são lidas as palavras escritas no Livro. É a atitude de um crente humilde que sente a urgência de escutar a pregação da profetisa: "O Senhor deve estar enfurecido connosco, porque os nossos antepassados não obedeceram à palavra do Senhor e não agiram conforme o que está escrito neste livro" (v. 21). A narração da consultação da profetisa Hulda não pretende ser uma confirmação da autenticidade do livro encontrado - estava certo da sua validade - mas serve para lhe pedir que interceda o Senhor por si, pelo resto de Israel e por Judá. A resposta da profetisa Hulda confirma o conteúdo do livro que anuncia o julgamento sobre Jerusalém, incluído o Templo e os seus habitantes. Acrescenta, no entanto, que o Senhor abençoa o rei que se humilhou ao ouvir as palavras de maldição. Por isso, o cumprimento da ira divina ocorrerá apenas após a sua morte. A atitude de humildade de Josias que rasga as vestes e chora, é uma sugestão para todos os crentes para que se responsabilizem pelo passado, sintam a responsabilidade pelo presente e tenham presente também o futuro da comunidade. O rei reúne os anciãos de Judá e de Jerusalém, os sacerdotes e os levitas e todo o povo e a todos lê o "Livro da Aliança". O pacto com o Senhor é inviolável. E, portanto, a aliança entre o Senhor e Israel não caducou. Não pela fidelidade de Israel, mas pela misericórdia ilimitada de Deus. E, de qualquer modo, Israel deve renovar os compromissos assumidos e actuá-los. O efeito imediato da leitura do "Livro da Aliança" foi a submissão à Palavra de Deus, por parte de Josias e, depois, por todo o povo (vv. 31-32). A Palavra reunificou Israel.


28/11/2012
Oração com os santos


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri