Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Glória a Deus nas alturas!
E na terra paz aos homens!

Aleluia aleluia, aleluia

São Marcos 6,45-52

Jesus obrigou logo os seus discípulos a subirem para o barco e a irem à frente, para o outro lado, rumo a Betsaida, enquanto Ele próprio despedia a multidão. Depois de os ter despedido, foi orar para o monte. Era já noite, o barco estava no meio do mar e Ele sozinho em terra. Vendo-os cansados de remar, porque o vento lhes era contrário, foi ter com eles de madrugada, andando sobre o mar; e fez menção de passar adiante. Mas, vendo-o andar sobre o mar, julgaram que fosse um fantasma e começaram a gritar, pois todos o viram e se assustaram. Mas Ele logo lhes falou: «Tranquilizai-vos, sou Eu: não temais!» A seguir, subiu para o barco, para junto deles, e o vento amainou. E sentiram um enorme espanto, pois ainda não tinham entendido o que se dera com os pães: tinham o coração endurecido.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Alleluia, alleluia, alleluia.
Alleluia, alleluia, alleluia.
Alleluia, alleluia, alleluia.

Aleluia aleluia, aleluia

Os Doutores da Igreja, comentando esta página evangélica, comparam o barco no meio do lago à comunidade cristã (assim como aos discípulos) que atravessam o mar da vida. E é, de facto, experiência de todos os crentes, constatar que os ventos deste mundo (a sua cultura consumista e a sua mentalidade egocêntrica, a sujeição à escravidão do mercado e do hedonismo a todo o custo), são muitas vezes “contrários” ao Evangelho. E, de qualquer modo, para além das muitas promessas ilusórias do mundo, a travessia da vida nunca é simples e ainda muito menos é possível concebê-la sem obstáculos. Por isso, é ainda mais fácil, perante as primeiras inevitáveis dificuldades, deixar-se levar pelo medo. E, naquela mentalidade tristemente materialista e censurável, é ainda mais fácil pensar que o Evangelho seja uma Palavra vazia, como um fantasma. E se os próprios apóstolos chegaram a acreditar nisso, o que poderemos dizer de nós? Mas Jesus continua a mostrar-Se e a repetir: “Não tenhais medo!”. É verdade, repete esta frase também a nós, discípulos da última hora e amedrontados pelas dificuldades do mundo. É uma palavra que nos chega com uma força particular. Mas Jesus, conhece muito bem a nossa incredulidade. Não só nos exorta, mas Ele mesmo sobe para o barco. E a Sua presença faz cessar imediatamente o vento. A força dos discípulos, a paz deles, a esperança deles provém, precisamente, do facto de terem tomado Jesus com eles e terem depositado n’Ele toda a confiança. O Senhor não é um fantasma; é o Amigo mais verdadeiro e forte. No Natal contemplámo-l’O e recebemo-l’O como um Menino frágil e indefeso. Hoje, é um Pastor que nos guia e nos protege. Na verdade, seja como criança seja como adulto, Jesus recorda-nos a força do amor. E o amor evangélico é, ao mesmo tempo, a fragilidade da criança porque não está marcada pela arrogância, e a força de quem caminha também sobre as águas agitadas pelos ventos e as acalma. O amor de Deus, na Sua mansidão e misericórdia, é mais forte do que qualquer mal, mesmo da onda da morte que parece invencível. Aquele Menino já derrotou também a morte.


09/01/2013
Oração do tempo do Natal


Calendário da semana
FEV
19
Domingo, 19 de Fevereiro
Liturgia dominical
FEV
20
Segunda-feira, 20 de Fevereiro
Oração pela Paz
FEV
21
Terça-feira, 21 de Fevereiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
FEV
22
Quarta-feira, 22 de Fevereiro
Oração dos Apóstolos
FEV
23
Quinta-feira, 23 de Fevereiro
Oração pela Igreja
FEV
24
Sexta-feira, 24 de Fevereiro
Oração da Santa Cruz
FEV
25
Sábado, 25 de Fevereiro
Oração da vigília
FEV
26
Domingo, 26 de Fevereiro
Liturgia dominical