Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Glória a Deus nas alturas!
E na terra paz aos homens!

Aleluia aleluia, aleluia

São João 3,22-30

Depois disto, Jesus foi com os seus discípulos para a região da Judeia e ali convivia com eles e baptizava. Também João estava a baptizar em Enon, perto de Salim, porque havia ali águas abundantes e vinha gente para ser baptizada. João, de facto, ainda não tinha sido lançado na prisão. Então levantou-se uma discussão entre os discípulos de João e um judeu, acerca dos ritos de purificação. Foram ter com João e disseram-lhe: «Rabi, aquele que estava contigo na margem de além-Jordão, aquele de quem deste testemunho, está a baptizar, e toda a gente vai ter com Ele.» João declarou: «Um homem não pode tomar nada como próprio, se isso não lhe for dado do Céu. Vós mesmos sois testemunhas de que eu disse: ‘Eu não sou o Messias, mas apenas o enviado à sua frente.’ O esposo é aquele a quem pertence a esposa; mas o amigo do esposo, que está ao seu lado e o escuta, sente muita alegria com a voz do esposo. Pois esta é a minha alegria! E tornou-se completa! Ele é que deve crescer, e eu diminuir.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Alleluia, alleluia, alleluia.
Alleluia, alleluia, alleluia.
Alleluia, alleluia, alleluia.

Aleluia aleluia, aleluia

Neste último dia do tempo do Natal, vem ao nosso encontro uma página do Evangelho de João que relata o último testemunho de João Baptista sobre Jesus, antes que fosse aprisionado por Herodes. O precursor e Jesus, apesar de pregarem simultaneamente, são muito diferentes entre si. Não se trata da simples diversidade geográfica (Jesus baptizava na Judeia, no baixo Jordão, enquanto que João Baptista em Salim, no Norte), quanto a diversidade da missão de cada um. João Baptista, vendo que a figura de Jesus está a crescer no coração das pessoas esclarece, mais uma vez, que é Jesus o enviado de Deus, não ele. Com efeito, João Baptista quer que os seus discípulos e a multidão que acorreu a ele, compreendam que é Jesus o Messias. E é Jesus, portanto, que eles devem acolher e seguir. Para fazer compreender a sua missão João Baptista recorre à comparação com o casamento: ele veio para preparar o casamento, para chamar a atenção da noiva, isso é, do povo de Israel, para acolher o noivo, que está a chegar e, portanto, para viver a festa nupcial. Não é, portanto, para ele que eles devem ir, mas sim para o noivo, Jesus de Nazaré. Esse testemunho de João Baptista recorda a função de todos os pregadores: preparar o coração de quem ouve para acolher o Senhor. Mas, é também uma tarefa de todo o crente, isto é, ajudar as pessoas que encontra para acolherem Jesus no próprio coração. É o sentido da extraordinária afirmação de João Baptista: ”É preciso que Ele cresça e eu diminua”. Quantas vezes somos presa do nosso protagonismo, do nosso querer aparecer, do nosso querer estar sob os reflectores. Cada um de nós deve diminuir no próprio orgulho para que cresça em nós e nos outros, o amor por Jesus. Mais uma vez, João Baptista está diante de nós e ensina-nos como ser discípulos.


12/01/2013
Oração do tempo do Natal


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri