Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Romanos 6,15-23

Então? Vamos pecar, porque não estamos sob a Lei, mas sob a graça? De modo nenhum! Não sabeis que, se vos entregais a alguém, obedecendo-lhe como escravos, sois escravos daquele a quem obedeceis, quer seja do pecado que leva à morte, quer da obediência que leva à justiça? Demos graças a Deus: éreis escravos do pecado, mas obedecestes de coração ao ensino que vos foi transmitido como norma de vida. E libertos do pecado, tornastes-vos escravos da justiça. Estou a falar em termos humanos, devido à fraqueza da vossa carne. Do mesmo modo que entregastes os vossos membros, como escravos, à impureza e à desordem, para viverdes na desordem, entregai agora também os vossos membros como escravos à justiça, para viverdes em santidade. Quando éreis escravos do pecado, éreis livres no que toca à justiça. Afinal, que frutos produzíeis então? Coisas de que agora vos envergonhais, porque o resultado disso era a morte. Mas agora, que estais libertos do pecado e vos tornastes servos de Deus, produzis frutos que levam
à santificação, e o resultado é a vida eterna.

É que o salário do pecado é a morte; ao passo que o dom gratuito que vem de Deus é a vida eterna, em Cristo Jesus, Senhor nosso.


 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O apóstolo compara, com muita eficácia, duas liberdades: a que deriva de uma existência que coloca no centro a própria pessoa e uma existência que, pelo contrário, segue o Senhor. A liberdade sem Deus e sem os irmãos não dá senão frutos amargos e desordenados, porque nos torna escravos das próprias tradições e do próprio orgulho, escravos do pecado e do mal. De resto, a salvação não provém de nós ou das nossas obras. Pelo contrário, a liberdade que é filha do Evangelho torna-nos aptos a servir Deus e os irmãos. Ela nasce do facto de acolhermos em nós o amor que Deus derrama nos nossos corações e que pela sua força, justifica e salva. Ou melhor, torna a vida mais alegre. O próprio Paulo, no fim do seu discurso aos idosos de Éfeso, refere uma expressão de Jesus: “Há mais felicidade em dar do que em receber”. O apóstolo, sem temer de exagerar, pode afirmar que somos como que “escravos” de Deus e da Sua justiça. Mas é uma escravidão saudável que faz brotar frutos de paz, de plenitude e de vida eterna para nós e para o mundo. Por isso, Paulo afirma com audácia: “Libertos do pecado tornastes-vos escravos da justiça”. O pecado não deixa espaço à misericórdia divina, mas quando se acolhe a justiça que salva, há um vasto espaço para a santidade. Aquele que escolheu a vida do Senhor ressuscitado, não se envergonha.


16/01/2013
Oração com os santos


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri