Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Oração pela unidade das Igrejas. Memória particular das Igrejas ortodoxas.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Romanos 8,1-13

Portanto, agora não há mais condenação alguma para os que estão em Cristo Jesus. É que a lei do Espírito que dá a vida libertou-te, em Cristo Jesus, da lei do pecado e da morte. De facto, Deus fez o que era impossível à Lei, por estar sujeita à fraqueza da carne: ao enviar o seu próprio Filho, em carne idêntica à do pecado e como sacrifício de expiação pelo pecado, condenou o pecado na carne, para que assim a justiça exigida pela Lei possa ser plenamente cumprida em nós, que já não procedemos de acordo com a carne, mas com o Espírito. Os que vivem de acordo com a carne aspiram às coisas da carne; mas os que vivem de acordo com o Espírito aspiram às coisas do Espírito. De facto, a carne aspira ao que conduz à morte; mas o Espírito aspira ao que dá vida e paz. É que a carne aspira à inimizade com Deus, uma vez que não se submete à lei de Deus; aliás nem sequer é capaz disso. Os que vivem sob o domínio da carne são incapazes de agradar a Deus. Ora vós não estais sob o domínio da carne, mas sob o domínio do Espírito, pressupondo que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse não lhe pertence. Se Cristo está em vós, o vosso corpo está morto por causa do pecado, mas o Espírito é a vossa vida por causa da justiça. E se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus de entre os mortos habita em vós, Ele, que ressuscitou Cristo de entre os mortos, também dará vida aos vossos corpos mortais, por meio do seu Espírito que habita em vós. Portanto, irmãos, somos devedores, mas não à carne, para vivermos de acordo com a carne. É que, se viverdes de acordo com a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito fizerdes morrer as obras do corpo, vivereis.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Quem acolhe Jesus na sua própria vida fica radicalmente livre do pecado e da sua própria escravidão. Eis porque o apóstolo pode dizer: “Agora, porém, já não existe nenhuma condenação para aqueles que estão em Jesus Cristo”. De facto, o crente encontra-se numa condição nova, é um homem novo guiado por uma força renovada, a do amor derramado no seu coração por Deus. Paulo repete: “A lei do Espírito que dá a vida em Jesus Cristo, libertou-nos da lei do pecado e da morte”. A afirmação sobre a centralidade do Espírito de Deus domina com insistência esta página da Carta aos Romanos. O apóstolo quer evidenciar com a maior clareza possível, a nova Criação onde o crente está como que imergido. Aquele que acolhe o Espírito de Jesus Cristo já não pode seguir os desejos da carne que levam “naturalmente” para o pecado e para a morte. Há como que uma nova orientação que é injectada no crente, uma nova paixão espiritual, um novo sentimento e, portanto, novas perspectivas para viver e realizar. É o Espírito que se apodera da vida do crente e leva-o a desejar coisas novas: “O Espírito aspira ao que dá vida e paz”, anota Paulo. E estes desejos brotam do coração na medida em que o Espírito está em nós. O cristão reconhece o Espírito como o que sustém e promove a sua vida interior, a sua experiência espiritual. A fidelidade ao Espírito é basilar para se poder viver o Evangelho sem restrições.


19/01/2013
Oração da vigília


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical