Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Romanos 13,8-14

Não fiqueis a dever nada a ninguém, a não ser isto: amar-vos uns aos outros. Pois quem ama o próximo cumpre plenamente a lei. De facto: Não cometerás adultério, não matarás, não furtarás, não cobiçarás, bem como qualquer outro mandamento, estão resumidos numa só frase: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. Assim, é no amor que está o pleno cumprimento da lei. Sabeis em que tempo vivemos: já é hora de acordardes do sono, pois a salvação está agora mais perto de nós do que quando começámos a acreditar. A noite adiantou-se e o dia está próximo. Despojemo-nos, por isso, das obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz. Como quem vive em pleno dia, comportemo-nos honestamente: nada de comezainas e bebedeiras, nada de devassidão e libertinagens, nada de discórdias e invejas. Pelo contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não vos entregueis às coisas da carne, satisfazendo os seus desejos.


 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Ainda que o cristão cumpra tudo, fica, de qualquer modo, com uma dívida, a do amor recíproco. Todos nós somos devedores de amor para com o próximo. Isso significa, que os outros têm direito ao nosso amor, à nossa atenção, à nossa proximidade. Esta verdade representa a derrota radical da filautìa, daquele amor por nós mesmos que está na raiz de todo o pecado. Depois do exemplo de Jesus que amou os homens até dar a própria vida para os salvar, também o discípulo não se pode distanciar da atitude do Mestre. É por isso que o apóstolo pode falar de dívida de amor. O amor cristão tem essa exigência de gratuidade e de totalidade para com todos. E é óbvio que esse radicalismo não provém de nós, não é o fruto do nosso empenho: é um amor que podemos receber só do alto. E praticando este amor realizamos aquele “culto vivente de Deus”, para o qual Paulo acabou de exortar. A urgência do amor é dada pela hora que aperta. É este o tempo de amar, parece dizer o apóstolo. E nós, olhando para a gravidade deste tempo, compreendemos a urgência dos cristãos testemunharem o amor como única via de salvação do mundo. Perante o alastrar do ódio e da violência, perante a propagação do terrorismo e da guerra, as comunidades cristãs devem abandonar qualquer distracção e ligeireza para proclamar ao mundo a primazia do amor. O caminho da paz é o de fazer prevalecer o amor. À noite das violências deve seguir a luz de um dia novo, onde a paz e as obras de justiça anunciem a todos a salvação que o Senhor derrama sobre nós.


04/02/2013
Oração pelos doentes


Calendário da semana
FEV
19
Domingo, 19 de Fevereiro
Liturgia dominical
FEV
20
Segunda-feira, 20 de Fevereiro
Oração pela Paz
FEV
21
Terça-feira, 21 de Fevereiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
FEV
22
Quarta-feira, 22 de Fevereiro
Oração dos Apóstolos
FEV
23
Quinta-feira, 23 de Fevereiro
Oração pela Igreja
FEV
24
Sexta-feira, 24 de Fevereiro
Oração da Santa Cruz
FEV
25
Sábado, 25 de Fevereiro
Oração da vigília
FEV
26
Domingo, 26 de Fevereiro
Liturgia dominical