Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

I Coríntios 8,1-13

Acerca das carnes imoladas aos ídolos, sabemos que todos já estamos instruídos. A ciência incha, mas a caridade edifica. Se alguém pensa que sabe alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber. Mas se alguém ama a Deus, esse é conhecido por Deus. Portanto, quanto ao consumo de carnes imoladas aos ídolos, sabemos que um ídolo não é nada no mundo, e que não há outro deus a não ser o Deus único. Pois, embora haja pretensos deuses, quer no céu quer na terra - e há muitos deuses e muitos senhores - para nós, contudo, um só é Deus, o Pai, de quem tudo procede e para quem nós somos, e um só é o Senhor Jesus Cristo, por meio do qual tudo existe e mediante o qual nós existimos. Mas nem todos têm esta ciência. Alguns, acostumados até há pouco ao culto dos ídolos, comem a carne como se fosse um verdadeiro sacrifício aos ídolos, e a sua consciência, fraca como é, fica manchada. Ora, não será certamente um alimento que nos aproximará de Deus! Porque nem perdemos nada, se não comermos, nem lucramos, se comermos. Mas, tomai cuidado, que essa vossa liberdade não venha a ser ocasião de queda para os fracos. Se alguém te vê a ti, que tens a ciência, sentado à mesa num templo dos ídolos, não poderá ele, por fraqueza de consciência, ser levado a comer carnes imoladas aos ídolos? E assim, pela tua ciência, vai perder-se quem é fraco, um irmão pelo qual Cristo morreu. Pecando contra os próprios irmãos e ferindo a consciência deles que é débil, é contra Cristo que pecais. Por isso, se um alimento for motivo de queda para o meu irmão, nunca mais voltarei a comer carne, para não causar a queda do meu irmão.


 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

No tempo de Paulo, comer a carne sacrificada aos ídolos tinha-se tornado num problema tão grave, que provocava grandes divisões na comunidade. Não se deve esquecer que muitos cristãos viviam em casa de parentes ainda pagãos ou pertenciam a grupos que festejavam aniversários com sacrifícios aos deuses e que depois, comiam a carne do animal sacrificado. Perante as divisões que se tinham criado por esse motivo, o apóstolo afirma claramente que o verdadeiro pecado é justamente a divisão dos irmãos. O verdadeiro pecado é provocar perturbação mesmo estando certos que se está a proceder justamente. Não é a ciência que salva, não é o saber as coisas e afirmá-las usando-as como um cajado para ferir o próximo. O que salva é o amor. Paulo afirma com estas palavras a primazia absoluta do amor. A lei é sempre um pedagogo, isto é, um meio para suprir a falta de amor. Mas o que conta é construir a comunidade dos crentes, que é sinal de unidade de toda a família humana. ”Cuidai, porém - diz Paulo - que a vossa liberdade não se torne ocasião de queda para os fracos”. Por outras palavras, a liberdade do cristão é só para amar, para construir, não para se fazer aquilo que se julga que é justo: “O conhecimento envaidece; o amor é que constrói” (v. 1). A construção da comunidade cristã é a razão pela qual Cristo pagou um preço tão alto. Não são as nossas convicções ou as nossas tradições, ainda que correctas, que constroem a comunidade, mas só o Espírito de amor que o Senhor dá aos Seus discípulos. Nestas palavras do apóstolo, encerra-se aquela grande sabedoria pastoral que encontramos em tantos pastores ao longo dos séculos da tradição cristã. É a sabedoria de acompanhar o crescimento da fé nos fiéis sem abanões nem preguiças, mas nutrindo os fiéis com espírito materno, às vezes com leite, outras vezes com um alimento mais sólido, fazendo crescer no coração dos fiéis a estatura e os sentimentos de Cristo.


04/03/2013
Oração pelos doentes


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri