Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

I Coríntios 13,1-13

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos,
se não tiver amor, sou como um bronze que soa
ou um címbalo que retine.

Ainda que eu tenha o dom da profecia
e conheça todos os mistérios e toda a ciência,
ainda que eu tenha tão grande fé que transporte montanhas,
se não tiver amor, nada sou.

Ainda que eu distribua todos os meus bens
e entregue o meu corpo para ser queimado,
se não tiver amor, de nada me aproveita.

O amor é paciente,
o amor é prestável,
não é invejoso,
não é arrogante nem orgulhoso,

nada faz de inconveniente,
não procura o seu próprio interesse,
não se irrita nem guarda ressentimento.

Não se alegra com a injustiça,
mas rejubila com a verdade.

Tudo desculpa, tudo crê,
tudo espera, tudo suporta.

O amor jamais passará.
As profecias terão o seu fim,
o dom das línguas terminará
e a ciência vai ser inútil.

Pois o nosso conhecimento é imperfeito
e também imperfeita é a nossa profecia.

Mas, quando vier o que é perfeito,
o que é imperfeito desaparecerá.

Quando eu era criança,
falava como criança,
pensava como criança,
raciocinava como criança.
Mas, quando me tornei homem,
deixei o que era próprio de criança.

Agora, vemos como num espelho,
de maneira confusa;
depois, veremos face a face.
Agora, conheço de modo imperfeito;
depois, conhecerei como sou conhecido.

Agora permanecem estas três coisas:
a fé, a esperança e o amor;
mas a maior de todas é o amor.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

É uma das páginas mais conhecidas do apóstolo Paulo e com razão, porque toca um dos vértices do Evangelho do amor. Para indicar o amor evangélico, Paulo serve-se do termo grego agape que, contrariamente a eros e a philia, era menos usado. O amor cristão era tão desconhecido que se tornava necessário encontrar um termo novo. Tratava-se de facto, de um amor humanamente inconcebível e que tinha o seu modelo culminante em Jesus: um amor desinteressado, gratuito, até justificado, porque continua a agir - e é o mínimo que se possa dizer - mesmo fora da reciprocidade. O ágape é o amor de Deus derramado nos nossos corações. É um “carisma” no sentido que é um dom que Deus nos faz de modo gratuito. O apóstolo pode dizer que é o carisma mais elevado, porque é o próprio Deus. Por isso o ágape (o amor evangélico) não pode ser o fruto do nosso empenho. O ágape deve ser acolhido, conservado, alimentado, revigorado e feito crescer. Por este motivo, é apresentado também como um “caminho” que deve ser percorrido. Mas é, antes de mais, uma dádiva. Se esta dádiva falta, é inútil falar as línguas dos anjos, é inútil possuir a profecia, é até mesmo inútil a fé, como também a espoliação de si mesmo. O amor evangélico é a substância da salvação, porque é o próprio Deus. E quem o acolhe é generoso, benévolo, humilde, paciente, bom, misericordioso. A lista esboça os degraus que marcam o caminho da perfeição. Cada crente deve percorrê-los: é o melhor caminho de todos e é o indicado a todos. Sem o amor, tudo é um nada. O amor é fonte de todo o bem: só o amor é desde agora, a eternidade.


14/03/2013
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri