Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Hebreus 8,1-5

O ponto principal do que estamos a dizer é que temos um Sumo Sacerdote que se sentou nos céus à direita do trono da Majestade, como ministro do santuário e da verdadeira tenda, construída pelo Senhor e não pelo homem. Todo o Sumo Sacerdote é constituído para oferecer dons e sacrifícios; daí a necessidade de também ele ter algo para oferecer. Se Cristo estivesse na terra, nem sequer seria sacerdote, pois já existem aqueles que oferecem os dons segundo a Lei. Esses prestam um culto que é uma imagem e uma sombra das realidades celestes, como foi revelado a Moisés quando estava para construir a tenda.
Foi-lhe dito: Presta atenção, faz tudo segundo o modelo que te foi mostrado no monte.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O autor, prosseguindo a sua reflexão sobre a centralidade do novo “sumo-sacerdote” para a Igreja, afirma que Jesus realiza esta Sua missão não na Terra, mas no Céu: “Nós temos um sumo-sacerdote tão grande que Se sentou à direita do trono da Majestade de Deus no Céu. Ele é ministro do santuário e da verdadeira Tenda, que foi construída pelo Senhor, e não por um homem”. Estamos numa nova dimensão cultural: Jesus não é um sacerdote à maneira dos levitas que oficiavam no templo para oferecer a Deus as coisas da Terra. Ou seja - continua a carta - Jesus nem sequer poderia ser sacerdote na Terra, pois no templo as ofertas e os sacrifícios são prescritos por lei, enquanto que Jesus ofereceu-Se a Si mesmo e de uma vez por todas, inaugurando um novo culto segundo as leis do Céu. Provavelmente, o autor recorre às imagens do santuário celeste da literatura apocalíptica bastante difundida no seu tempo. Mas já no livro da Sabedoria se faz notar que o templo de Jerusalém é uma “cópia da tenda santa que tinhas preparado desde o princípio” (Sb 9, 8). Alguns rabinos pensavam até que o santuário celeste estivesse mesmo diante daquele terreno e que entre o serviço dos anjos no Céu e o dos sacerdotes na Terra existisse uma estreita correspondência. Há, de facto, uma ligação entre o culto da Terra e o do Céu. A Carta afirma que Jesus é o sumo-sacerdote do verdadeiro tabernáculo que acolhe tanto a Terra quanto o Céu, enquanto que os sacerdotes do templo prestam os próprios serviços num santuário que é apenas a imagem do primeiro. E se o tabernáculo de Moisés era uma simples obra humana, Deus edificou em Cristo o verdadeiro tabernáculo, o templo santo e definitivo: a comunidade dos crentes. Por isso, a aliança entre Deus e os homens, mediada por Jesus Sumo-sacerdote, é superior à anterior. As “promessas” da nova aliança são extraordinárias porque trazem o Céu para a Terra, instauram um novo tempo e criam um novo povo que testemunha a salvação de Deus. Já o profeta Jeremias tinha falado de quatro promessas futuras: “A aliança que farei com Israel depois desses dias é a seguinte – diz o Senhor: Colocarei a minha lei no peito e escrevê-la-ei no seu coração; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Ninguém mais precisará de ensinar o seu próximo ou o seu irmão, dizendo: ‘Procura conhecer o Senhor’, porque todos, grandes e pequenos, Me conhecerão. Pois Eu perdoo as suas culpas e esqueço os seus erros”. No novo templo inaugurado por Cristo a lei já não é escrita nas pedras, como aconteceu no Sinai, mas no coração dos discípulos através do Espírito Santo derramado nos seus corações, e eles viverão uma comunhão profunda com Deus e com os irmãos e tornar-se-ão no novo povo que testemunha o amor e o perdão para todos.


12/06/2013
Oração com os santos


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri