Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 5,20-31

Anunciai isso à casa de Jacob,
fazei-o ouvir em Judá!

Ouve, povo ignorante e insensato!
Vós que tendes olhos e não vedes,
ouvidos e não ouvis,

não temeis a minha face?
- oráculo do Senhor.
Não estremecereis diante de mim,
que fixei a areia por limite do mar,
fronteira eterna que não poderá ultrapassar?
Por mais que se agitem as ondas,
não a poderão transpor;
rugirão mas não a ultrapassarão.

Porém, este povo tem um coração indócil e rebelde;
afastou-se de mim e desertou.

Não disseram no seu coração:
'Respeitemos o Senhor, nosso Deus,
que no tempo devido nos dá a chuva do Outono e da Primavera,
e nos assegura semanas de boas colheitas.'

As vossas iniquidades alteram esta ordem,
e os vossos pecados privaram-vos destes bens.

Porque há perversos no meio do meu povo,
que lançam armadilhas como caçadores de aves,
e estendem as suas redes
para apanhar os homens.

Como gaiola cheia de aves,
assim as suas casas estão cheias de rapina.
Por isso, tornam-se ricos e poderosos;

apresentam-se nédios e bem nutridos.
Ultrapassam mesmo os limites do mal.
Não procedem de acordo com o direito,
não defendem a causa do órfão
e não fazem justiça em favor dos pobres!

Como não hei-de punir tais crimes
e não me hei-de vingar de um povo como este?
- oráculo do Senhor.

Uma coisa horrível e espantosa ocorreu nesta terra:

Os profetas profetizaram com mentira,
os sacerdotes aplaudiam, batendo as palmas,
e o meu povo mostrava-se feliz!
Que acontecerá, pois, quando chegar o fim?»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

O profeta usa palavras desgostas contra o seu povo que “é duro e rebelde de coração”. Para Jeremias, esta situação é a consequência da falta do “temor” perante Deus: “Não pensaram: Vamos temer ao Senhor nosso Deus, que nos dá a chuva do Outono e da Primavera no tempo certo, e ainda estabeleceu as semanas certas para a colheita”. Se calhar esta é uma palavra esquecida no vocabulário da vida de fé. Temos muitos receios, mas pouco “temor de Deus”. O “temor de Deus” não é um sentimento de medo, mas a consciência do nosso limite e da nossa fragilidade. E descobrimos isso de maneira evidente na oração. Quando nos colocamos diante de Deus, apercebemo-nos da Sua grandeza e da nossa pequenez. No livro do Deuteronómio o “temor” é acompanhado pelo amor de Deus e pela escuta da Sua Palavra: “E agora, Israel, o que é que o Senhor teu Deus te pede? Somente isto: que temas o Senhor teu Deus, que andes nos seus caminhos e O ames. Que sirvas o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma. E que observes os mandamentos do Senhor e os estatutos que hoje te ordeno, para teu bem.” (10, 12). O “temor de Deus” segundo o livro dos Provérbios é o princípio da sabedoria. Existe, portanto, uma estreita ligação entre temor do Senhor e vida boa, bem-estar, sabedoria de vida. Não se trata, no entanto, da antiga convicção que a infelicidade ou a pobreza estão ligadas ao pecado e a riqueza à fidelidade a Deus. Existe uma vida boa e feliz mesmo no sofrimento e na pobreza. A iniquidade, a injustiça, a violência, a falta do temor de Deus, da consciência da Sua presença, perturbam a ordem da Criação e a convivência entre os homens. Jeremias colhe assim uma constante da palavra profética, a ligação entre riqueza e injustiça: “Como gaiola cheia de passarinhos, assim as suas casa estão cheias de coisas roubadas, por isso, progrediram e tornaram-se ricos, ficaram gordos e reluzentes. A sua maldade passa dos limites: não julgam conforme o direito, não defendem a causa do órfão, nem julgam a causa dos indigentes”. Provavelmente, com uma linguagem que não é fácil para nós, Jeremias toca um dos problemas da nossa sociedade materialista, onde se vive dominados pelo dinheiro e por uma lógica mercantilista, esquecidos da necessidade de cultivar o coração e de fortalecer a alma, para realizar o bem e a justiça.


15/07/2013
Oração pela Paz


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical