Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 9,1-15

Quem me dera ter no deserto um albergue de viajantes!
Abandonaria o meu povo,
e afastar-me-ia para longe dele,
pois são todos uma legião de adúlteros,
um bando de traidores.

Retesam a língua como um arco,
dominam o país com a mentira
e não com a verdade.
Vão de mal a pior;
e a mim já não me conhecem
- oráculo do Senhor.

Cada um de vós guarde-se do seu amigo.
Nem mesmo no irmão vos deveis fiar,
porque todo o irmão procura suplantar o irmão,
e todo o amigo calunia o seu amigo.

Enganam-se uns aos outros;
não há verdade nas suas palavras;
habituaram a língua à mentira.
É gente corrompida, incapaz de converter-se.

Fraude e mais fraude,
falsidade e mais falsidade!
Recusam conhecer-me
- oráculo do Senhor.

Por isso, eis o que diz o Senhor do universo:
«Vou fundi-los no crisol para os provar.
Que outra coisa poderei fazer com o meu povo?

As suas línguas são setas mortíferas,
só há maldade nas palavras da sua boca.
Todos falam de paz ao seu próximo,
mas no íntimo armam-lhe ciladas.

Não deverei castigá-los por causa disto?
Não me hei-de vingar de semelhante nação?»
- oráculo do Senhor.

«Chorareis e gemereis sobre os montes,
entoareis cânticos fúnebres
sobre as pastagens do deserto;
porque o fogo devorou estes lugares
e já ninguém passa por eles;
não se ouve mais o balir dos rebanhos;
desde as aves do céu e até aos animais
tudo fugiu e desapareceu.

Reduzirei Jerusalém a um montão de pedras,
a um covil de chacais;
as cidades de Judá, a um deserto,
onde mais ninguém habitará.

Quem é o homem sábio que entende estas coisas,
a quem se dirige a palavra do Senhor,
que pode explicar porque é que foi destruído este país,
queimado como um deserto,
por onde ninguém passa?»

O Senhor disse: «Porque abandonaram a lei que lhes dei, não ouviram a minha voz, nem a seguiram;

foram atrás da obstinação do seu coração, atrás dos ídolos de Baal, que os seus pais lhes deram a conhecer.»

Por isso, diz o Senhor do universo, o Deus de Israel: «Hei-de alimentá-los com absinto e dar-lhes-ei a beber água envenenada.

Dispersá-los-ei entre as nações, que nem eles nem os seus pais conheceram, e enviarei contra eles uma espada que os abaterá até ao extermínio.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Até mesmo Deus perde a paciência e quer-se retirar por causa da infidelidade do Seu povo: “Quem me dará no deserto um abrigo de viajantes? Então deixaria o meu povo e iria para longe deles, pois todos eles são adúlteros, um bando de traidores”. Na Bíblia fala-se algumas vezes do escondimento de Deus. Ele esconde o Seu rosto, já não se deixa ver. O motivo dominante desta tomada de posição de Deus é a mentira: “Retesam a língua como arco; o que manda no país é a mentira… e não a verdade… eles saem de um crime para outro”. São palavras que chamam a nossa atenção sobre o uso da língua, sobre a maneira de falar e sobre a sinceridade das nossas palavras. A Carta de Tiago dedicará todo o terceiro capítulo ao uso da língua, usando palavras duras e chegando a definir a língua da seguinte maneira: “A língua é como um fogo, um mundo de maldade”. Não são diferentes das palavras de Jeremias: “A sua língua é uma flecha envenenada, em tudo o que dizem só há maldade”. As palavras que pronunciam podem gerar tanto mal, pois uma vez ditas incidem. São deveras como o fogo ou como as flechas. Podem fazer bem, mas podem também fazer muito mal. Sobretudo a mentira provoca tanto mal e habitua a uma dupla vida, distorcida, cheia de malevolência ainda que coberta por uma superfície de bondade. Mas é apenas engano. “Diz apenas sim, quando é sim e não, quando é não”, diz Jesus. Por isso, Deus intervém com uma acção purificadora: “Eu os fundirei e provarei”. Deus funde-nos e prova-nos, para que possamos purificar a nossa linguagem e, consequentemente, o nosso coração, para que manifeste sinceridade e verdade. Depois, o profeta retoma um tema que lhe é caro: porquê tanta devastação, da qual Deus parece ter-Se afastado? “Eles abandonaram a Lei que Eu lhes tinha dado, desobedeceram à minha palavra e não a seguiram. Seguiram o seu coração obstinado, indo atrás dos deuses cananeus (as divindades da terra de Canaã) que os seus antepassados já haviam seguido”. Voltamos ao mesmo ponto: se não se escuta, tudo cai em ruínas e a nossa linguagem torna-se mentirosa, porque não alimentada pela Palavra de Deus.


24/07/2013
Oração com os santos


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri