Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 19,1-15

Assim fala o Senhor: «Vai e compra uma bilha de barro, leva contigo alguns anciãos do povo e anciãos dos sacerdotes, e dirige-te ao vale de Ben-Hinom, diante da porta da olaria, e pronuncia ali o oráculo que te vou dizer. Dirás então: 'Escutai a palavra do Senhor, reis de Judá e habitantes de Jerusalém. Isto diz o Senhor do universo, Deus de Israel: Vou mandar sobre este lugar uma grande catástrofe que fará retinir os ouvidos a quem dela ouvir falar. Com efeito, abandonaram-me, profanaram este lugar e ofereceram incenso a outros deuses que não conheceram, nem eles, nem seus pais, nem os reis de Judá. Encheram este lugar com sangue de inocentes, e levantaram o lugar alto a Baal, para, em honra dele, queimarem os seus filhos em holocaustos, coisa que jamais prescrevi, nem falei, nem me veio ao pensamento. Por tudo isto, dias virão em que este lugar não mais se chamará Tofet, nem vale de Ben-Hinom mas sim vale de Massacre - oráculo do Senhor. Farei fracassar neste lugar os desígnios de Judá e de Jerusalém, exterminarei os seus habitantes com a espada dos inimigos e pela mão dos que procuram tirar-lhes a vida. Entregarei os seus cadáveres, como pasto, às aves do céu e aos animais da terra. Farei desta cidade objecto de pasmo e de ludíbrio, de modo que todo o que passar por ela ficará pasmado e se rirá da sua destruição. Dar-lhes-ei a comer a carne dos seus filhos e das suas filhas; devorar-se-ão uns aos outros nas angústias do cerco e da fome a que serão reduzidos pelos seus inimigos, pelos que buscam tirar-lhes a vida.' Então, na presença dos que forem contigo, quebrarás a bilha, exclamando: Assim fala o Senhor do universo: 'Quebrarei este povo e a cidade como se parte um vaso de barro, que não pode mais refazer-se. E, por falta de outro lugar, serão sepultados em Tofet. Isto farei a este lugar e aos seus habitantes, tornando esta cidade semelhante a Tofet - oráculo do Senhor. As casas de Jerusalém e os palácios dos reis de Judá ficarão imundos como a terra de Tofet. Todas essas casas, em cujos terraços ofereceram incenso aos astros do céu e libações a deuses estranhos.'» Jeremias regressou, então, de Tofet, onde o Senhor o enviara a profetizar. De pé, no átrio do templo do Senhor, exclamou à multidão: «Assim fala o Senhor do universo, o Deus de Israel: Vou fazer descer sobre esta cidade e sobre todas as cidades dela dependentes, os flagelos com que as ameacei, porque endureceram a cerviz, para não escutar as minhas palavras.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

A vida do profeta é feita de palavras, de gestos, de acções e de sinais. Jeremias, como noutras ocasiões, é chamado a fazer um gesto simbólico: pegar numa bilha de barro, ir para o vale do Tofet ou do Geena, e quebrá-la diante dos anciãos do povo e de alguns sacerdotes, para indicar o que poderá acontecer ao seu povo. Jeremias tem de falar publicamente diante de um dos portões da cidade onde se reuniam e passavam as pessoas e, onde, às vezes, também se realizavam algumas actividades públicas. A Palavra de Deus deve ser escutada por todos, independentemente da vontade de acolhê-l’A. Neste caso, a Palavra é acompanhada por um gesto que indica, simbolicamente, a destruição de Jerusalém. Provavelmente neste vale praticavam-se sacrifícios idólatras: “Profanaram este lugar, queimando incenso a outros deuses, que nem eles, nem os seus antepassados, nem os reis de Judá conheciam”. Uma referência semelhante, encontramos no versículo 13: “Todas as casas em cujos terraços queimaram incenso aos astros do céu e onde derramaram vinho em honra de deuses estrangeiros”. A idolatria não só afasta de Deus, mas também conduz à desolação e ao fim de um povo. Poderá viver humanamente um homem, uma cidade, uma nação sem Deus? Não há dúvidas que as muitas desolações do mundo onde vivemos também são consequência de uma vida onde não há lugar para Deus, porque cada um se eleva a senhor absoluto da vida. Para Jeremias é claro: tudo o que acontece afunda as suas raízes num povo que “não escuta” a voz do seu Deus e põe-se ao serviço dos ídolos que construiu. É claro que, aqui como noutros lugares, tudo é reconduzido a uma decisão de Deus mas, na verdade, por trás do que acontece, há uma escolha do homem, bem expressa, mais uma vez, pela frase final do nosso trecho: “Eles endureceram o pescoço e não Me obedecem”. Perante a Palavra de Deus é fácil obstinarmo-nos e continuarmos a agir por conta própria, sem ouvirmos e, portanto, sem mudarmos os nossos pensamentos e as nossas acções.


17/08/2013
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri