Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória da beata Madre Teresa de Calcutá.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 27,1-22

No princípio do reinado de Sedecias, filho de Josias, rei de Judá, a palavra do Senhor foi dirigida a Jeremias, nestes termos: «Isto me disse o Senhor: Faz um laço e um jugo e coloca-os ao pescoço. Depois, manda-os aos reis de Edom, de Moab, de Amon, de Tiro e de Sídon, por meio dos embaixadores que vêm a Jerusalém apresentar-se a Sedecias, rei de Judá. Encarregá-los-ás de levar aos seus senhores esta mensagem:
"Assim fala o Senhor do universo, o Deus de Israel. Direis isto a vossos senhores:

'Eu sou aquele que, pelo meu grande poder e força do meu braço, criei a terra, os homens e os animais que nela se encontram, e dou o seu domínio a quem me aprouver.

Agora entreguei todas estas terras ao meu servo Nabucodonosor, rei da Babilónia, a quem confiei também os animais dos campos para que o sirvam.

Todas estas nações o servirão, assim como ao seu filho, e ao seu neto, até que chegue também a vez da sua terra ser dominada por numerosas nações e reis poderosos.

A nação e o reino que se recusar a servir Nabucodonosor, rei da Babilónia, e a inclinar-se diante do seu jugo, serão castigados pela espada, pela fome e pela peste, até que sejam aniquilados pelas suas mãos - oráculo do Senhor.' Portanto, não deis ouvidos aos vossos profetas, adivinhos, sonhadores, astrólogos e feiticeiros, os quais vos disseram: 'Não sereis vassalos do rei da Babilónia!' Porque são mentiras que vos profetizam, a fim de que sejais banidos por mim da vossa terra, dispersos, e venhais a perecer. Ao contrário, o povo que se submeter ao rei da Babilónia e o servir, deixá-lo-ei tranquilo na sua terra a fim de a cultivar e nela habitar"» - oráculo do Senhor.

A Sedecias, rei de Judá, anunciei-lhe as mesmas coisas, dizendo: «Submetei as vossas cabeças ao jugo do rei da Babilónia e servi-o a ele e ao seu povo, e tereis vida. Por que motivo, tu e o teu povo vos sujeitais a morrer de fome e de peste, como o Senhor predisse a qualquer povo que recusasse servir o rei da Babilónia? Não presteis atenção às palavras dos profetas que vos anunciam: 'Não sereis submetidos ao rei da Babilónia', pois é mentira o que vos anunciam. Eu não os enviei e eles mentem, proferindo oráculos em meu nome. De modo que serei obrigado a repelir-vos, e perecereis, vós e os profetas que vos profetizam» - oráculo do Senhor.

Falei também aos sacerdotes e ao povo, nestes termos: «Eis o que diz o Senhor: Não escuteis a voz dos profetas, que vos anunciam: 'Eis que os objectos do templo em breve voltarão da Babilónia!' É falso o que profetizam. Não os escuteis. Submetei-vos ao rei da Babilónia, para poderdes viver. Porque há-de ficar esta cidade reduzida a um deserto? Na verdade, se eles são profetas e a palavra do Senhor está com eles, que intercedam junto do Senhor do universo, de modo que não se leve para a Babilónia o que resta dos objectos preciosos no templo do Senhor, no palácio do rei de Judá e em Jerusalém. Pois assim diz o Senhor do universo, acerca das colunas, da grande bacia de bronze, dos pedestais e dos outros objectos que ficaram na cidade, e que Nabucodonosor, rei da Babilónia, não levou de Jerusalém para a Babilónia, quando exilou Jeconias, filho de Joaquim, rei de Judá, juntamente com todos os notáveis de Judá e de Jerusalém. Eis o que diz o Senhor do universo, Deus de Israel, acerca dos objectos que ficaram no templo, no palácio do rei e em Jerusalém: 'Serão transportados para a Babilónia e ali permanecerão até ao dia em que Eu os mandar trazer e os restituir a este lugar'» - oráculo do Senhor.


 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

A página do profeta inicia com uma singular acção simbólica solicitada por Deus: “Faz para ti cordas e um jugo e põe-nos ao pescoço”. É o sinal da submissão que os povos da região devem ter para com o rei Nabucodonosor. O Senhor pede aos embaixadores em Jerusalém para que refiram aos próprios reis, depois de terem visto o jugo ao pescoço do profeta, estas palavras: “Eu criei a Terra, os homens e todos os animais sobre a face da terra, com a minha grande força e braço estendido, e dou-os a quem quero. Pois bem! Entrego todos estes territórios nas mãos do meu servo Nabucodonosor, rei da Babilónia; Eu colocarei até as feras ao seu serviço”. Nabucodonosor deverá, de qualquer modo, saber que tudo está nas mãos de Deus e que também o seu reino será submetido a outros. É a afirmação de que a história está nas mãos de Deus, ainda que os homens não a saibam compreender. O profeta Isaías adverte que os caminhos de Deus não são os nossos caminhos e os seus pensamentos não são os nossos pensamentos (cfr. Is 55, 8). Naquele tempo todos, tanto em Jerusalém quanto nas capitais dos reinos vizinhos de Judá, pensavam poder derrotar o grande Nabucodonosor. Só Jeremias profetizava o oposto: todos “ficarão submetidos ao rei da Babilónia” (v. 9). O gesto simbólico do jugo é bastante evidente: com o cabresto e o jugo ao pescoço mostra como se evolverá a história, qual será o futuro traçado pelo Senhor. Ele, escutando o Senhor, tinha compreendido a fundo o curso dos acontecimentos. Não se tratou de uma previsão orientada por razões geoestratégicas, mas de um olhar espiritual, isto é, segundo Deus. Foi Ele quem fez “a Terra, os homens e todos os animais” (v. 5). E é Ele quem deixa que o rei dos caldeus domine as regiões que se estendem desde o Mediterrâneo até ao Eufrates. Mas o tempo dos caldeus conhecerá o fim e serão os persas com Ciro, que ocuparão o lugar deles como grande potência regional. A história pertence a Deus, que permanece firme no curso da história. Na verdade, todos os reinos da Terra são “como a erva” que “seca” e desaparece: apenas “a Palavra do nosso Deus realiza-se sempre” (Is 40, 6-7). E a Primeira Carta de Pedro continua: “Esta é a Palavra que vos foi anunciada” (1, 25). Não vale a pena perguntar se os objectos do Templo ficarão em Jerusalém ou se serão levados para Babilónia. A verdadeira preocupação daqueles que trazem a fé nos próprios corações é a proclamação do Evangelho de vida e de paz, feita com a consciência de que o Senhor sustenta o mundo com o Seu amor e que tudo está nas Suas mãos providentes e misericordiosas.


05/09/2013
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri