Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 29,1-32

Eis o texto da carta que o profeta Jeremias enviou de Jerusalém aos anciãos exilados, aos sacerdotes e profetas, e a todo o povo deportado por Nabucodonosor, de Jerusalém para a Babilónia, depois que o rei Jeconias, a rainha, os eunucos, os príncipes de Judá e de Jerusalém, os carpinteiros e serralheiros deixaram Jerusalém. Esta carta foi levada por Elassá, filho de Chafan, e Guemarias, filho de Hilquias, que Sedecias, rei de Judá, enviara à Babilónia, ao seu rei Nabucodonosor. A carta dizia: «Assim fala o Senhor do universo, Deus de Israel, a todos os exilados que fiz deportar de Jerusalém para a Babilónia: 'Edificai casas e habitai-as; plantai pomares e comei os seus frutos. Casai, gerai filhos e filhas, casai os vossos filhos e filhas, para que tenham filhos e filhas. Multiplicai-vos em vez de diminuir. Procurai o bem do país para onde vos exilei e rogai por ele ao Senhor, porque só tereis a lucrar com a sua prosperidade.' Porque isto diz o Senhor do universo, Deus de Israel: 'Não vos deixeis seduzir pelos profetas que se acham entre vós, nem pelos adivinhos, e não façais caso dos sonhos que tendes. Porque estes homens mentem, ao pretender pronunciar oráculos em meu nome. Eu não os enviei' - oráculo do Senhor. Isto diz o Senhor: 'Quando se cumprirem os setenta anos na Babilónia, Eu vos visitarei, a fim de realizar a promessa que fiz de vos trazer de novo a este lugar. Eu conheço bem os desígnios que tenho acerca de vós, desígnios de prosperidade e não de calamidade, de vos garantir um futuro de esperança - oráculo do Senhor. Invocar-me-eis e vireis suplicar-me, e Eu vos atenderei. Buscar-me-eis e me encontrareis, se me procurardes de todo o coração. Deixar-me-ei encontrar por vós - oráculo do Senhor - farei regressar os cativos e irei buscar-vos a todas as nações e a todos os lugares por onde vos dispersei, a fim de vos fazer voltar ao lugar donde vos desterrei' - oráculo do Senhor. Porém, objectareis: 'O Senhor suscitou-nos profetas na Babilónia'. Pois bem! Eis o que diz o Senhor, a respeito do rei que se senta no trono de David, do povo que permaneceu nesta cidade, e de todos os vossos irmãos que não partiram convosco para o exílio: Assim fala o Senhor do universo: 'Vou enviar contra eles a espada, a fome e a peste, e tratá-los-ei como figos estragados que, de tão maus que são, não se podem comer. Persegui-los-ei com a espada, a fome e a peste, e farei deles objecto de horror para todos os reinos da terra, um objecto de maldição, de espanto, de escárnio e de vergonha entre todos os povos para onde foram dispersos, porque não escutaram as minhas palavras - oráculo do Senhor - quando, sem cessar, lhes enviava os profetas, meus servos, a quem também não escutaram' - oráculo do Senhor. Escutai, pois, a palavra do Senhor, vós todos os exilados, que deportarei de Jerusalém para a Babilónia: Isto diz o Senhor do universo, Deus de Israel, acerca de Acab, filho de Colaías, e de Sedecias, filho de Masseias, que vos anunciam, em meu nome, falsos oráculos: 'Vou entregá-los nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilónia, que os mandará matar diante dos vossos olhos.' Servirão de maldição para os judeus cativos que se acham na Babilónia, e dir-se-á: 'Que o Senhor te trate como tratou Sedecias e Acab, que o rei da Babilónia mandou assar no fogo!' Isto, porque cometeram uma infâmia em Israel, cometendo adultério com as mulheres dos seus vizinhos, e porque proferiram falsos oráculos em meu nome, contra a minha vontade. Eu bem o sei e sou testemunha» - oráculo do Senhor. E a Chemaías, de Neelam, dirás: «Assim fala o Senhor do universo, Deus de Israel: Enviaste cartas em teu nome a todo o povo de Jerusalém, a todos os sacerdotes, ao sacerdote Sofonias, filho de Masseias, dizendo-lhe: O Senhor fez-te sacerdote em lugar do sacerdote Joiadá, a fim de que vigies no templo todo o homem fanático que se intitular profeta e o metas no cepo ou no cárcere. Qual a razão por que não repreendeste Jeremias de Anatot que profetizava entre vós? Chegou até a escrever-nos para a Babilónia, dizendo: 'O cativeiro será longo. Construí casas e habitai-as; plantai pomares e comei os seus frutos'.» O sacerdote Sofonias leu esta carta ao profeta Jeremias. Então a palavra do Senhor foi dirigida a Jeremias nestes termos: «Manda dizer a todos os exilados: Oráculo do Senhor a respeito de Chemaías, de Neelam: 'Porque Chemaías vos profetizou, sem que Eu o tenha enviado, e vos levou a crer em mentiras, por isso, eis o que diz o Senhor: Vou castigar Chemaías, de Neelam, e a sua descendência. Nenhum dos seus descendentes subsistirá entre vós, nem verá o bem que farei ao meu povo, porque pregou a revolta contra o Senhor'» - oráculo do Senhor.


 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O profeta Jeremias dirige-se aos judeus exilados de Jerusalém para a Babilónia com uma carta onde refere a Palavra do Senhor sobre a condição e o futuro deles. Ele está em Jerusalém, onde estão também os profetas e os líderes políticos próximos do rei Sedecias que continuam a dizer às pessoas o que elas querem ouvir, ou seja, que o pequeno e exausto reino de Judá certamente derrotará o grande Nabucodonosor. Preocupados apenas em agradar os outros, continuaram a iludi-los. Como se não bastasse, havia também na Babilónia, entre os exilados, alguns falsos profetas que anunciavam a iminência do fim do cativeiro e o regresso a casa. Jeremias é o único que levanta a voz e interpreta a história de uma forma justa e verdadeira, isto é, não conforme o que as pessoas querem ouvir, mas de acordo com o que o Senhor lhe comunica. O projecto de Deus é claro: começou um tempo de deportação que durará setenta anos. A esperança, portanto, não é a de dizer que em breve tudo mudará. Mas comunicar o que o Senhor dizia através do seu profeta. Jeremias anuncia que, decorridos setenta anos, chegará o tempo do regresso a Jerusalém. Então, realizar-se-ão os projectos de Deus, “projectos de felicidade e não de sofrimento” e só então se abrirá para todos “um futuro cheio de esperança” (v. 11). Devemos, portanto, obedecer ao Senhor, encontrar na Sua Palavra o guia que mostra o caminho a percorrer na história. O crente não olha para o futuro em termos de satisfação dos seus desejos, como se o futuro dependesse simplesmente da sua vontade ou dos seus propósitos. O crente não pensa em construir um futuro para si mesmo, mas em entregar-se ao Senhor para viver o presente de acordo com os ensinamentos da Sua Palavra certo da esperança de salvação que o Senhor prometeu para todo o povo. Por esta razão, Jeremias refere as palavras sobre a indispensável procura do Senhor. E assegura: quem procura o Senhor, quem O invoca com todo o coração, encontrá-l’O-á. É o próprio Senhor que assegura: deixar-Me-ei encontrar. O presente dos homens identifica-se com o presente de Deus. E o futuro é a continuação de um presente guiado pelo Senhor. Jesus é a Palavra definitiva de Deus, que se tornou luz clara para os nossos passos. Podemos dizer que as Sagradas Escrituras e o Evangelho, em particular, já estão prefigurados pela Carta de Jeremias para os deportados na Babilónia. Os antigos Doutores da Igreja diziam que as Escrituras são as cartas de amor que Deus nos enviou. Escutemo-las e não só compreenderemos o presente, como construiremos o futuro de paz para todos os povos.


07/09/2013
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri