Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

I Macabeus 10,22-50

Demétrio, informado de tudo isto, inquietou-se e disse: «Como deixámos que Alexandre nos precedesse a fazer amizade com os judeus, a fim de conseguir o seu apoio? Também eu lhes enviarei belas palavras, títulos e presentes, para que se unam comigo e venham em meu auxílio.» Demétrio enviou-lhes uma mensagem nestes termos: «O rei Demétrio ao povo dos judeus, saúde! Soubemos, com muito prazer, que observastes os nossos acordos, permanecestes fiéis à nossa amizade e não fizestes convenções com os nossos inimigos. Continuai, pois, a guardar a mesma fidelidade, e recompensar-vos-emos de tudo o que fizestes por nós: Perdoar-vos-emos muitos impostos e cumular-vos-emos de presentes. Desde agora vos dispenso, e declaro todos os judeus isentos dos impostos, da taxa do sal e direitos da coroa. O terço dos produtos do solo e metade dos frutos das árvores, que me pertencem, renuncio, a partir deste dia, a cobrá-los na terra de Judá e nos três distritos da Samaria e da Galileia, que lhe estão anexos; e isto desde agora e para sempre. Jerusalém será cidade santa e, com o seu território, será isenta dos dízimos e dos impostos. Renuncio também ao poder sobre a cidadela de Jerusalém e entrego-a ao Sumo Sacerdote, para que coloque ali os homens que quiser, para a guardar. Concedo, gratuitamente, a liberdade a todo o cidadão judeu levado cativo das terras de Judá para qualquer parte do meu reino, e isento-os a todos dos impostos, mesmo sobre os seus rebanhos. Todas as festas, os sábados, as festas da Lua nova, as festas prescritas, os três dias anteriores às solenidades e os três dias seguintes serão dias de imunidade e de isenção para todos os judeus que se encontram no meu reino. Ninguém poderá perseguir nem molestar quem quer que seja, por motivo nenhum. Serão alistados no exército do rei até trinta mil judeus, aos quais será dado o mesmo pagamento que às tropas reais. Colocar-se-ão alguns deles nas grandes fortalezas do rei e outros nos postos de confiança do reino. Os seus chefes e os seus oficiais serão escolhidos entre eles, e viverão segundo as suas próprias leis, conforme dispõe o rei para a Judeia. Os três distritos da Samaria, que foram anexados à Judeia, ser-lhe-ão incorporados, de maneira que formem uma só circunscrição e dependam duma só autoridade, que é a do Sumo Sacerdote. Faço de Ptolemaida e do seu território doação ao templo de Jerusalém, para prover aos gastos do santuário. Darei também, cada ano, quinze mil siclos de prata das rendas do rei, provenientes dos seus domínios. Todo o dinheiro que os administradores de negócios não tiverem pago nos anos precedentes será entregue, desde agora, para as obras do templo. Além disso, será feita a entrega dos cinquenta mil siclos de prata, cobrados cada ano das rendas do santuário, porque esta soma pertence aos sacerdotes que exercem as funções litúrgicas. Todo aquele que se refugiar no templo de Jerusalém ou nos seus arredores, por motivo de dívida ao fisco ou por qualquer outra coisa, será perdoado e gozará de todos os bens que possui no meu reino. As despesas para os trabalhos da construção e da restauração do templo serão postas na conta do rei. As despesas para a construção dos muros de Jerusalém e as fortificações à sua volta ficarão a cargo das rendas do rei, bem como os encargos com a construção das outras fortificações, na Judeia.» Quando Jónatas e o povo ouviram estas propostas não acreditaram nelas nem as quiseram aceitar, porque recordavam os grandes males que Demétrio fizera a Israel e do modo como os oprimira. Decidiram-se, então, a favor de Alexandre, que fora o primeiro a falar-lhes de paz, e foram constantemente seus aliados. Alexandre reuniu um grande exército e marchou contra as tropas de Demétrio. Os dois reis travaram combate, mas os exércitos de Demétrio fugiram. Alexandre perseguiu-o e saiu vencedor. Combateu com ardor até ao pôr do sol e Demétrio morreu naquele dia.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

Demétrio, mal foi informado sobre a carta enviada por Alexandre a Jónatas, escreveu imediatamente uma outra com propostas ainda mais vantajosas em relação à precedente. E endereça-a não só a Jónatas mas a todos os Judeus, provavelmente com a intenção de recolher também o apoio do partido simpatizante dos helenistas. O prólogo da carta começa com um elogio a todo o povo: “Estais observando os acordos feitos connosco, e continuais nossos amigos fiéis, sem passar para o lado dos nossos inimigos: ficámos muito contentes ao saber disso. Continuai fiéis a nós e retribuiremos com benefícios tudo aquilo que fizerdes por nós. Isentar-vos-emos de muitos impostos e concederemos favores” (26-28). As contrapartidas por ele oferecidas previam a isenção do tributo, inclusive o imposto sobre o sal que era retirado do Mar Morto; assim como a isenção do pagamento dos fundos “à coroa”; o rei renunciava também à cobrança da terceira parte do trigo e da metade dos frutos; e concedia a isenção do imposto para Jerusalém e arredores, que sendo “santos” deveriam ser utilizados para o Templo, como no passado; era também entregue a cidadela ao “sumo-sacerdote” (aqui Demétrio parece reconhecer implicitamente o novo reino de Jónatas, que lhe tinha sido concedido por Alexandre). Outras concessões referiam-se ao regresso dos prisioneiros, à liberdade para os Judeus de todo o império, ao cumprimento dos deveres cívicos nos dias santos; o serviço no exército do rei era por conta do rei e não da Judeia, como era costume. Particularmente importante foi a concessão da liberdade religiosa (com a isenção da obrigação de combater nos dias de sábado). Os judeus obtiveram também a anexação de três distritos e ulteriores entradas para o Templo, que entrariam de outros impostos. Foram anuladas as dívidas e restituídas as propriedades a todos os que tinham fugido para se refugiarem no Templo de Jerusalém. A reconstrução do Templo correria por conta do rei, como também a construção do sistema defensivo. As concessões – como se vê pela lista – foram, na verdade, muitas. E, se calhar, precisamente por isso – vista a crueldade com que precedentemente se tinha comportado – nem Jónatas que, aliás, nunca fora nomeado na carta, nem o povo judaico acreditaram nas promessas que Demétrio escrevia na carta. Recusaram, portanto, a proposta de Demétrio e aceitaram aquela feita por Alexandre. Os dois soberanos travaram combate e Alexandre derrotou Demétrio. A escolha de Jónatas e do povo judeu tinha sido sábia: tinham intuído que a proposta de Demétrio era falsa. Com efeito, em todas estas páginas do primeiro livro dos Macabeus, transparece a importância que se dava à defesa do povo e da sua fé. É necessário afastar as lisonjas do mundo, evitando qualquer ingenuidade e depositando a confiança apenas no Senhor.


12/11/2013
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri