Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Santo Ambrósio (+397) bispo de Milão. Pastor do seu povo, manteve-se firme perante a arrogância do imperador.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 9,35-10,1.5-8

Jesus percorria as cidades e as aldeias, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do Reino e curando todas as enfermidades e doenças. Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão por ela, pois estava cansada e abatida, como ovelhas sem pastor. Disse, então, aos seus discípulos: «A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe.»


Jesus chamou doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos malignos e de curar todas as enfermidades e doenças. Jesus enviou estes doze, depois de lhes ter dado as seguintes instruções: «Não sigais pelo caminho dos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos. Ide, primeiramente, às ovelhas perdidas da casa de Israel. Pelo caminho, proclamai que o Reino do Céu está perto. Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demónios. Recebestes de graça, dai de graça.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O trecho evangélico apresenta-nos Jesus que continua a percorrer as cidades e as aldeias “pregando a Boa Notícia do Reino e curando toda a espécie de doenças e enfermidades”. Com esta anotação, o evangelista sintetiza a missão de Jesus e oferece, assim, às comunidades cristãs, uma visão clara também do significado da missão delas ao seguirem o Mestre. Mateus acrescenta que Jesus “vendo as multidões que O seguiam sente compaixão, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor”. É da compaixão desta multidão, cansada e esgotada, que nasce a chamada dos discípulos e a consequente entrega da missão evangélica. A compaixão de Deus para com as multidões deste mundo deve-se manifestar também hoje através da Igreja e de cada discípulo. Esta página evangélica continua a questionar as comunidades cristãs acerca da compaixão delas para com as multidões deste mundo, para com os pobres, os idosos, os doentes, os prisioneiros, os ciganos, os imigrados, os refugiados. É um número infinito de pessoas. Por isso, exorta os Seus discípulos – também hoje – a invocar o Pai para que mande para o mundo operários de misericórdia: “A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos!”. Ele mesmo escolhe doze pessoas entre os discípulos, tantas quantas as tribos de Israel, para que nenhuma delas fique sem o Evangelho. O grupo dos chamados é heterogéneo. Na verdade, na comunidade cristã não contam nem a origem nem a pertença, nem a cultura nem a raça, mas apenas a adesão à chamada de Jesus. De facto, os Doze são reconhecidos pelos outros como os que estão com o Nazareno. A partir desse momento tornam-se testemunhas do Evangelho e parte do sonho de Deus que é o de realizar uma fraternidade universal entre todos os povos. Para isso, recebem o poder de transformar os corações, de vencer o mal, de acolher os humildes, de amar os desesperados, de apressar o Reino do amor. É um poder real que não vem do dinheiro, das carteiras, das túnicas ou das coisas da terra, mas do amor ilimitado que Deus derramou nos corações deles. E Jesus, enviando os discípulos para o mundo, acrescenta: “Recebestes de graça, dai também de graça!”. É um mandamento tão extraordinário quão oposto à mentalidade mercantil que domina os homens ainda hoje. Os cristãos são chamados a redescobrir e a testemunhar a gratuidade da dádiva, que é parte essencial do amor evangélico. Esta primeira missão que Mateus nos descreve é emblemática para qualquer geração cristã: não existe outra via para os discípulos de Jesus. Também nós somos chamados a viver literalmente a paixão pelos mais fracos que esta página evangélica nos comunica.


07/12/2013
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri