Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sois uma geração escolhida
um sacerdócio real, uma nação santa,
povo resgatado por Deus
para proclamar as suas maravilhas.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 11,28-30

«Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei-de aliviar-vos. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para o vosso espírito. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Vós sereis santos,
porque Eu sou santo, diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus tem diante dos Seus olhos aquelas multidões de pobres e de indefesos, multidões de “pequeninos”. São multidões cansadas e exaustas como ovelhas sem pastor. Várias vezes os Evangelhos evidenciam a compaixão de Jesus para com elas. E notam que, muitas vezes, é o próprio Jesus quem vai ter com elas, quem se mistura com elas, quem come com elas, quem “perde tempo” com elas. Mas agora – num momento particularmente solene – chama-as a Si: “Vinde a Mim”. Vê-as gemer, certamente não só pelas duras condições em que vivem, mas também pelo peso das obrigações rituais impostas pelos fariseus que não conhecem nem o amor nem a misericórdia. Às costas destes “pequeninos” esses preceitos pesavam como um jugo duro e nodoso semelhante ao que os camponeses aplicavam ao pescoço dos animais de tiro. A Lei, dada para a salvação e a vida (Ez 20, 13), tinha sido transformada num fardo insuportável de centenas de preceitos minuciosos que, de facto, ninguém respeitava, nem sequer os doutores da Lei. Jesus, comovido por estas numerosas multidões, agora chama-as a Si e promete conforto: “Vinde a Mim, todos os que estais cansados de carregar o peso do vosso fardo e Eu vos darei descanso”. É o descanso e o conforto de quem veio para servir, para ajudar, para amar, para salvar e não para lucrar para si. E, em relação ao “jugo” dos fariseus, Jesus propõe o Seu “jugo” que é “suave e leve”. É fácil tomá-lo consigo. Não porque não seja exigente. Antes pelo contrário, Jesus propõe um ideal elevado, prega um Evangelho que pede radicalidade nas escolhas e dedicação total da vida. E, todavia, este “jugo” é suave, porque está deveras próximo do homem. Tal como Ele está próximo dos homens, dos pequeninos e dos humildes. Jesus dá-Se como exemplo: “Aprendei de Mim porque sou manso e humilde de coração”. O “jugo” de Jesus é Ele mesmo e o Seu Evangelho. Portanto, não se trata de um peso exterior que é colocado nas nossas costas como se fossemos animais de tiro. O jugo é Jesus que está ao nosso lado, que caminha connosco, que nos apoia em qualquer momento da vida. O jugo é o Evangelho do amor que Jesus depõe no nosso coração. João, o discípulo do amor, na sua primeira carta pode escrever: “Os seus mandamentos não são pesados” (5, 3). O amor de Jesus é o que salva e sustém.


11/12/2013
Oração com os santos


Calendário da semana
JAN
15
Domingo, 15 de Janeiro
Liturgia dominical
JAN
16
Segunda-feira, 16 de Janeiro
Oração pela Paz
JAN
17
Terça-feira, 17 de Janeiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
JAN
18
Quarta-feira, 18 de Janeiro
Oração com os santos
JAN
19
Quinta-feira, 19 de Janeiro
Oração pela Igreja
JAN
20
Sexta-feira, 20 de Janeiro
Oração da Santa Cruz
JAN
21
Sábado, 21 de Janeiro
Oração da vigília
JAN
22
Domingo, 22 de Janeiro
Liturgia dominical