Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Nossa Senhora de Guadalupe, no México.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 11,11-15

Em verdade vos digo: Entre os nascidos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista; e, no entanto, o mais pequeno no Reino do Céu é maior do que ele. Desde o tempo de João Baptista até agora, o Reino do Céu tem sido objecto de violência e os violentos apoderam-se dele à força. Porque todos os Profetas e a Lei anunciaram isto até João. E, quer acrediteis ou não, ele é o Elias que estava para vir. Quem tem ouvidos, oiça!»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Neste tempo do Advento, a Igreja apresenta-nos várias vezes João Baptista como aquele que prepara o caminho do Senhor. Jesus nunca falou assim tanto de alguém como de João Baptista. Nos versículos que antecedem este trecho, Jesus apresenta-o como o profeta que sabe esperar o Senhor e faz dele o exemplo para os crentes (2-10). Com efeito, João Baptista, com uma vida austera preparou-se, antes de mais, a si mesmo para o encontro com Deus: não se entrincheirou atrás de um fácil orgulho e de uma previsível auto-suficiência, como sucede facilmente a nós. Poder-se-ia dizer que se violou a si mesmo para fazer crescer no seu coração o homem religioso que sabe esperar o enviado de Deus. Tornou-se num homem espiritual, com uma forte interioridade. Tudo isso requereu uma luta contra si mesmo, feita de disciplina, de empenho, de perseverança na oração, de destaque das riquezas, de obediência ao Senhor, de ligação do próprio coração a Deus. Esta “violência” contra si mesmo é um processo que edifica o homem interior. João Baptista, tendo-se forjado com esta disciplina interior, foi capaz de reconhecer Jesus mal O viu no Jordão enquanto Se aproximava dele. E, depois, com a sua pregação, procurou abrir um caminho no coração dos homens da sua geração para que reconhecessem e recebessem o Messias que tinha chegado. Por isso é que Jesus diz dele que “é o maior entre os nascidos de mulher”, isto é, um irmão único que nos foi enviado para que preparemos o nosso coração a acolher Jesus como o Salvador. Além disso, Jesus, ao dizer que o menor no Reino de Deus é maior do que João Baptista, quer exortar os discípulos a descobrirem a grandeza da vocação que receberam e que muitas vezes espezinhamos com preguiça e grosseria. O Senhor depositou nos Seus discípulos uma extraordinária confiança que O levou a dizer: “Quem acredita em Mim, fará as obras que Eu faço, e fará ainda maiores do que estas” (Jo 14, 12). Não podemos não perguntar e pensativamente: o que é que fazemos desta confiança que o Senhor depositou em cada um de nós? É uma pergunta que neste tempo de preparação para o nascimento de Jesus deve envolver-nos de maneira mais próxima.


12/12/2013
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri