Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 4,12-17.23-25

Tendo ouvido dizer que João fora preso, Jesus retirou-se para a Galileia. Depois, abandonando Nazaré, foi habitar em Cafarnaúm, cidade situada à beira-mar, na região de Zabulão e Neftali, para que se cumprisse o que o profeta Isaías anunciara: Terra de Zabulão e Neftali,
caminho do mar,
região de além do Jordão,
Galileia dos gentios.

O povo que jazia nas trevas
viu uma grande luz;
e aos que jaziam na sombria região da morte
surgiu uma luz.

A partir desse momento, Jesus começou a pregar, dizendo: «Convertei-vos, porque está próximo o Reino do Céu.» Depois, começou a percorrer toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do Reino e curando entre o povo todas as doenças e enfermidades. A sua fama estendeu-se por toda a Síria e trouxeram-lhe todos os que sofriam de qualquer mal, os que padeciam doenças e tormentos, os possessos, os epilépticos e os paralíticos; e Ele curou-os. E seguiram-no grandes multidões, vindas da Galileia, da Decápole, de Jerusalém, da Judeia e de além do Jordão.


 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

A prisão de João Baptista representava uma grande derrota. Desaparecia o único grande amigo, o único grande profeta próximo de Jesus. O elogio que fará a João Baptista no momento da morte revela o quanto amasse esse pregador. Mas agora o profeta, o mestre de justiça e de honestidade estava na prisão de Herodes. Uma prisão que ecoava, além do mais, como um sinistro aviso para todos aqueles que quisessem percorrer o mesmo caminho. E Jesus compreendeu isso muito bem, também para Si. Com João Baptista na prisão, Jesus está mais só; uma profunda solidão. “Voltou para a Galileia”, anota o evangelista, isto é, para a zona periférica do Norte, terra de gente pobre e, sobretudo, maltratada. Mas não regressou para Nazaré, com a tentação de ficar sossegado nos hábitos de sempre. Escolheu Cafarnaum, a capital da região e começou a pregar, seguindo quase literalmente o testemunho de João Baptista: “Convertei-vos, porque o Reino de Deus está próximo”. Naquela região tinha chegado, finalmente, aquela Luz que já Isaías tinha previsto. A Luz desceu até lá em baixo, nas margens do mar da Galileia, entre os humildes e os pobres. No início deste novo milénio é preciso que os discípulos de Jesus se dirijam às muitas Galileias deste mundo para anunciar de novo o Evangelho do reino do amor e da paz, a começar pelos pobres. Jesus, apesar de residir em Cafarnaum, começa a percorrer com a pequena comunidade de discípulos as estradas da Galileia. A primeira coisa que faz, a Sua primeira obra é a pregação. Todo o discípulo, toda a comunidade cristã deve, antes de mais, proclamar o Evangelho em todo o lado. Toda a geração cristã deveria dizer com Jeremias: “A tua palavra era festa e alegria para o meu coração” (Jr 15, 16). Jesus, com a generosidade ilimitada do amor de Deus, semeia a Palavra nos corações daqueles que encontra para que Ela cresça e dê frutos de amor, de misericórdia e de paz. Mateus, notando que Jesus prega a Boa Notícia do Reino nas sinagogas, enquadra-O no sulco da tradição religiosa hebraica. Jesus vive da riqueza da pregação e da reflexão sobre as Sagradas Escrituras mas, ao mesmo tempo, apregoa que n’Ele se actua o Reino de Deus e confirma a verdade da Sua pregação através das curas. O Reino de Deus começa a dar os Seus primeiros passos com a força da pregação que vence o poder do mal. Muitos doentes, tanto do espírito quanto do corpo, são curados: é a festa do Reino que Jesus realiza por onde quer que passe.


07/01/2014
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
JAN
15
Domingo, 15 de Janeiro
Liturgia dominical
JAN
16
Segunda-feira, 16 de Janeiro
Oração pela Paz
JAN
17
Terça-feira, 17 de Janeiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
JAN
18
Quarta-feira, 18 de Janeiro
Oração com os santos
JAN
19
Quinta-feira, 19 de Janeiro
Oração pela Igreja
JAN
20
Sexta-feira, 20 de Janeiro
Oração da Santa Cruz
JAN
21
Sábado, 21 de Janeiro
Oração da vigília
JAN
22
Domingo, 22 de Janeiro
Liturgia dominical