Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São Marcos 7,24-30

Partindo dali, Jesus foi para a região de Tiro e de Sídon. Entrou numa casa e não queria que ninguém o soubesse, mas não pôde passar despercebido, porque logo uma mulher que tinha uma filha possessa de um espírito maligno, ouvindo falar dele, veio lançar-se a seus pés. Era gentia, siro-fenícia de origem, e pedia-lhe que expulsasse da filha o demónio. Ele respondeu: «Deixa que os filhos comam primeiro, pois não está bem tomar o pão dos filhos para o lançar aos cachorrinhos.» Mas ela replicou: «Dizes bem, Senhor; mas até os cachorrinhos comem debaixo da mesa as migalhas dos filhos.» Jesus disse: «Em atenção a essa palavra, vai; o demónio saiu de tua filha.» Ela voltou para casa e encontrou a menina recostada na cama. O demónio tinha-a deixado.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Terminada a polémica de Jesus com os fariseus sobre as abluções e sobre a pureza legal, o texto de Marcos apresenta-nos o episódio da mulher siro-fenícia. Jesus regressa novamente para terras pagãs e aí permanece por algum tempo para realizar uma verdadeira missão de evangelização. Parece que o evangelista Marcos realce nos capítulos 7 e 8 a determinação de Jesus de ir além dos confins do Seu povo. Rompendo os confins tradicionais do povo de Israel, Jesus pretende dizer que o Evangelho não está reservado apenas a alguns povos ou só a algumas pessoas. Não há ninguém no mundo que esteja alheia ao Evangelho, ninguém que não possa ser tocado pela misericórdia do Senhor. O exemplo da mulher siro-fenícia, assim como nos é narrado pelo evangelista, parece “obrigar” Jesus a alargar os confins da Sua missão. Podemos dizer que o Evangelho induz também Jesus a ir sempre mais além, a não Se quedar nos confins habituais, nem sequer nos da própria cultura e nem nos da própria religião. Já logo após ter recebido o baptismo de João Baptista, Jesus “foi conduzido pelo Espírito ao deserto” (Mt 4, 1), como que a realçar a obediência de Jesus ao Pai. Neste caso, é o pedido desta mulher que demove o coração de Jesus. Ela insiste em pedir a cura da filha doente. É um exemplo para todos os crentes: é assim que se reza. De resto, já o próprio Jesus tinha insistido, várias vezes, na perseverança da oração: “Pedi e ser-vos-á dado, procurai e encontrareis, batei e abrir-vos-ão. Pois, todo aquele que pede, recebe; quem procura, acha; e a quem bate, a porta será aberta” (Lc 11, 9-10). Que a insistência desta pobre mulher nos ajude a compreender a misericórdia e a bondade de Deus. O Senhor não sabe resistir à oração sincera dos Seus filhos, nem sequer dos que são considerados longe da fé do Seu povo. Aquela mulher perseverou na oração e Jesus escutou-a indo bem além do seu pedido. Não só lhe deu as migalhas, mas também a plenitude da vida para a sua filha. Deveras, o coração do Senhor é grande e rico de misericórdia. A nós, é-nos pedido apenas para nos dirigirmos a Ele com confiança. Diz Jesus, no fim da parábola sobre a eficácia da oração: “Se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos filhos, quanto mais o Pai do céu. Ele dará o Espírito Santo àqueles que Lh’O pedirem!” (Lc 11, 13).


13/02/2014
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri