Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Óscar Arnulfo Romero, arcebispo de São Salvador. Foi assassinado em 24 de Março de 1980 no altar. Memória do massacre das Fossas Ardeatinas, em Roma, em 1944, onde foram massacradas pelos nazistas, 335 pessoas.


Leitura da Palavra de Deus

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

São Lucas 4,24-30

Acrescentou, depois: «Em verdade vos digo: Nenhum profeta é bem recebido na sua pátria. Posso assegurar-vos, também, que havia muitas viúvas em Israel no tempo de Elias, quando o céu se fechou durante três anos e seis meses e houve uma grande fome em toda a terra; contudo, Elias não foi enviado a nenhuma delas, mas sim a uma viúva que vivia em Sarepta de Sídon. Havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu, mas nenhum deles foi purificado senão o sírio Naaman.» Ao ouvirem estas palavras, todos, na sinagoga, se encheram de furor. E, erguendo-se, lançaram-no fora da cidade e levaram-no ao cimo do monte sobre o qual a cidade estava edificada, a fim de o precipitarem dali abaixo. Mas, passando pelo meio deles, Jesus seguiu o seu caminho.

 

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Louvor a Vós, Ó Senhor, Rei de eterna glória

O Evangelho que acabámos de escutar começa com a frase de Jesus aos concidadãos de Nazaré: “Nenhum profeta é bem recebido na sua pátria”. E diz assim porque está a viver isso na Sua pele. Porque é que os nazarenos não acolhem a Sua Palavra? A resposta é simples: os nazarenos têm o coração cheio de orgulho e estão cheios de si. Não podiam aceitar que um concidadão pudesse falar com autoridade ao coração deles. Mas ainda mais, os nazarenos estão incomodados “com as palavras cheias de encanto” que saíam da boca de Jesus. Como é possível uma graça e uma misericórdia, que não preveja o justo castigo para os inimigos e os pecadores? Não havia espaço para outros para além de nós mesmos. Só o necessitado e humilde é que está pronto a acolher a Palavra de Jesus. Se alguém estiver cheio de si mesmo ou das próprias convicções não pede nem escuta. Fica onde está, consigo mesmo. O exemplo de Elias que de entre as numerosas viúvas se dirige só à de Sarepta e o caso do profeta Eliseu que cura só Naamã o sírio, mostram o modo de agir de Deus. O Senhor manda os Seus profetas a todos e usa misericórdia para com todos, mas em geral, só os pobres e os fracos e, de qualquer modo, os que se deixam tocar no coração é que escutam as Suas palavras. Com efeito, só depois de Jesus ter explicado as Escrituras referindo-As à Sua própria acção como proveniente do Alto é que os nazarenos se revoltaram e tentaram atirá-l’O do precipício. A misericórdia incomoda, num mundo de pessoas habituadas a pensarem apenas em si mesmas, prontas para se erguerem como juízes dos outros, calculadoras e parcas no amor. O amor excessivo de Deus que se estende também àqueles que não O conhecem, como eram a viúva de Sarepta e Naamã o sírio, é um pedido a uma provocação não só para os habitantes de Nazaré, mas para todos nós e para o mundo onde vivemos. É o que acontece quando fechamos a porta do coração às palavras evangélicas, sempre que as consideramos alheias a nós ou demasiado exigentes e, portanto, inaplicáveis. Todas as vezes, repete-se sempre a cena dramática de Nazaré: atirar do precipício do nosso orgulho o convite em transformar o coração e acolher Jesus como o verdadeiro amigo da nossa vida, o único nosso Salvador.


24/03/2014
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri