Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Recordação de Maria Virgem venerada como Nossa Senhora de Lujan na Argentina.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São João 6,44-51

Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não atrair; e Eu hei-de ressuscitá-lo no último dia. Está escrito nos profetas: E todos serão ensinados por Deus. Todo aquele que escutou o ensinamento que vem do Pai e o entendeu vem a mim. Não é que alguém tenha visto o Pai, a não ser aquele que tem a sua origem em Deus: esse é que viu o Pai. Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Os vossos pais comeram o maná no deserto, mas morreram. Este é o pão que desce do Céu; se alguém comer dele, não morrerá. Eu sou o pão vivo, o que desceu do Céu: se alguém comer deste pão, viverá eternamente; e o pão que Eu hei-de dar é a minha carne, pela vida do mundo.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

O Evangelho continua a apresentar-nos o discurso de Jesus na Sinagoga de Cafarnaum. No início do trecho Jesus esclarece que ninguém pode compreender o Seu mistério sem a fé que o próprio Pai dá. Portanto, a fé não é o fruto do esforço dos homens que, se calhar até se empenham em praticar uma vida virtuosa. A fé vem de Deus: “Ninguém – diz Jesus - pode vir a Mim se o Pai que Me enviou não o atrai”. Este vir a Jesus é uma questão puramente intelectual e nem sequer tem traços de um grupo organizado para alguma finalidade. Vai-se a Jesus com a atracção da mente e do coração, com a convicção e a paixão. A fé é uma questão de amor total, de empenho envolvente. E isso ocorre de várias maneiras, mas todas requerem um encontro com Jesus que pode ser mediado por um irmão, por uma irmã, por um pobre, por uma experiência de oração e também pela escuta do Evangelho. A livre citação que Jesus faz do profeta Isaías (54, 13): “E todos os homens serão instruídos por Deus”, recorda a primazia da escuta no âmbito da fé. Jesus sugere que o encontro com Deus tem um caminho privilegiado numa escuta disponível da Sua Palavra. Com efeito, nas Suas palavras, há uma força atractiva: elas alargam a mente e o coração, introduzem-nos no grande projecto de Deus sobre o mundo, aproximam-nos a Jesus, ao Seu coração, à Sua mente, permitem-nos participar na própria acção de Jesus entre os homens. Por isso afirma: “Todo aquele que escuta o Pai e recebe a sua instrução vem a Mim”, isto é, descobre o sentido da vida e recebe o alimento que a sustém sem vacilar ou enfraquecer. É, na verdade, difícil pensar que Deus Se possa apresentar através da fraqueza das palavras evangélicas, que o Seu amor possa ser tocado através do amor dos Seus filhos. Pode parecer mais natural procurar noutro lugar, em certezas aparentemente mais sólidas, o alimento para a nossa vida, as certezas e os afectos que nos possam assegurar felicidade e sustento. Na verdade, é uma ilusão, pois todos conhecemos o limite e a fraqueza das coisas humanas. Pelo contrário, é muito melhor confiarmos num Deus que escolheu as palavras de um homem para manifestar a Sua Palavra, que escolheu os frágeis sinais sacramentais para nos dar a Sua força. Não são precisos esforços sobre-humanos para podermos entender as coisas do Céu. Quem quer conhecer Deus, deve conhecer o Seu Filho. Jesus esclarece que ninguém viu o Pai, senão Ele. E dirá a Filipe: “Quem Me viu, viu o Pai” (Jo 14, 9). Quem quer entender o mistério de Deus, deve encontrar Jesus, deve deixar-se tocar o coração pela Sua Palavra, pelo Evangelho. Quem escuta esta Palavra é atraído por Deus e recebe o pão da eternidade, como diz claramente Jesus: “Eu sou o pão da vida; quem vem a Mim nunca mais terá fome, e quem acredita em Mim nunca mais terá sede”. É o mistério que vivemos sempre que participamos na Liturgia Eucarística onde se abrem os olhos do coração como aconteceu aos dois discípulos. É a maneira dos crentes se encontrarem com o Ressuscitado.


08/05/2014
Oração pela Igreja


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri