Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 6,24-34

Ninguém pode servir a dois senhores: ou não gostará de um deles e estimará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro.» «Por isso vos digo: Não vos inquieteis quanto à vossa vida, com o que haveis de comer ou beber, nem quanto ao vosso corpo, com o que haveis de vestir. Porventura não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestido? Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celeiros; e o vosso Pai celeste alimenta-as. Não valeis vós mais do que elas? Qual de vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida? Porque vos preocupais com o vestuário? Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam! Pois Eu vos digo: Nem Salomão, em toda a sua magnificência, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã será lançada ao fogo, como não fará muito mais por vós, homens de pouca fé? Não vos preocupeis, dizendo: ‘Que comeremos, que beberemos, ou que vestiremos?’ Os pagãos, esses sim, afadigam-se com tais coisas; porém, o vosso Pai celeste bem sabe que tendes necessidade de tudo isso. Procurai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais se vos dará por acréscimo. Não vos preocupeis, portanto, com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã já terá as suas preocupações. Basta a cada dia o seu problema.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

“Não podeis servir a Deus e às riquezas”, diz Jesus aos Seus discípulos. É uma admoestação que vale para todos. Jesus personifica a riqueza (o termo “mamonas” é a forma helenizada do aramaico “mamona” que significa riqueza). E não é por acaso que o faz. Com efeito, a riqueza comporta-se como um senhor absoluto que não deixa nenhuma via de fuga. É um verdadeiro ditador ainda que não tenha rosto e, obviamente, uma alma. É uma ditadura implacável que rouba a alma a quem se submete. E está na origem dos conflitos, das desordens, dos ódios e das guerras que ainda hoje continuam a amargurar a vida dos homens. Também Deus, de um certo modo, é Senhor absoluto que não admite rivais. Mas o Senhor é amor e pede uma resposta livre por parte do homem, não uma submissão exterior. A afirmação de Jesus, obviamente, não pretende colocar no mesmo plano Deus e a riqueza. Jesus perscruta o ânimo humano e sabe que se se afeiçoa à riqueza fica escravo dela. Mas também sabe que se se liga a Deus, crescerá no amor, na justiça e no empenho em lutar em prol da liberdade e do progresso de todos, sem excepções, a começar pelos mais pobres. Por isso, não é possível servir ao mesmo tempo Deus e a riqueza, o Evangelho e o dinheiro. O coração não se pode dividir. A pretensão de um amor exclusivo por parte do Senhor, é vivida por Ele mesmo nas relações com os homens. Ele é um Deus ciumento, mas não só para Si; tem ciúmes também por nós, não aceita que sejamos devorados pelo mal. Por isso, assim como desceu para libertar Israel da escravidão do faraó, com um amor ainda mais forte enviou o próprio Filho para nos libertar do pecado e da morte. Entregar-se a Deus significa, portanto, sermos libertados da escravidão das coisas, sabendo que Ele não nos deixará faltar nada. Muitas vezes, a preocupação pelas coisas da Terra, isto é, por aquilo “que vamos comer, que vamos beber.... que vamos vestir” insinua-se na nossa vida e toma conta dela. As dificuldades do trabalho, de uma justa e merecida remuneração não raras vezes se transforma em ânsia para nós e para quem está ao nosso lado. O Senhor não incita ao ócio: “Quem não trabalha não come” – escreve o apóstolo Paulo. Mas é necessário libertarmo-nos de qualquer excesso de angústia, na plena confiança que o Senhor Deus conhece a nossa vida e deseja o bem para nós. E o bem não significa absolutamente quantidade de bens. O Senhor é um verdadeiro Pai que cuida dos Seus filhos e providencia às suas necessidades. O Evangelho parece querer dizer-nos: “Vós nascestes para o Senhor. Ele preocupa-se pela vossa vida, muito mais do que vós vos preocupais por vós mesmos. Vós sois feitos para Ele e para os irmãos”. E, no entanto, desta fundamental verdade que é o sentido da própria vida, preocupamo-nos bem pouco. E se muitos ficam sem comida ou sem roupas é porque outros não procuram o Reino de Deus e a Sua justiça, mas unicamente o próprio interesse. A verdadeira preocupação dos discípulos, diz Jesus, deve ser a do Reino, isto é, a proclamação do Evangelho, a edificação da comunidade e o serviço em prol dos pobres. O discípulo que procura esta “justiça”, que é a do Reino, é protegido e apoiado pelo Senhor durante toda a sua vida.


21/06/2014
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri