Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Floribert Bwana Chui, jovem congolês, assassinado por desconhecidos em Goma, porque se tinha oposto a uma tentativa de corrupção.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 9,32-38

Mal eles se tinham retirado, apresentaram-lhe um mudo, possesso do demónio. Depois que o demónio foi expulso, o mudo falou; e a multidão, admirada, dizia: «Nunca se viu tal coisa em Israel.» Os fariseus, porém, diziam: «É pelo chefe dos demónios que Ele expulsa os demónios.» Jesus percorria as cidades e as aldeias, ensinando nas sinagogas, proclamando o Evangelho do Reino e curando todas as enfermidades e doenças. Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão por ela, pois estava cansada e abatida, como ovelhas sem pastor. Disse, então, aos seus discípulos: «A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

Mais um milagre, como os muitos que lemos nos Evangelhos. Para os compreender é necessária uma breve premissa. Os milagres não manifestam apenas a Sua força divina; eles são o sinal que a vida pode mudar, que é possível curar, que é possível ter um coração diferente. É por isso que os Evangelhos dizem que Jesus pregava e curava. É a mesma entrega feita aos discípulos de então e de sempre, também de hoje. A Igreja foi enviada por Jesus para anunciar o Evangelho e para curar os homens de qualquer doença. Devemo-nos questionar ainda hoje, sobre a entrega que o Senhor fez, também a nós, do “poder” (isto é, de uma força eficaz) de “tocar o coração” com a pregação do Evangelho e de realizar milagres de cura. Todos sabemos quão são numerosos também hoje os “espíritos malignos e perversos” que subjugam o coração e a mente de muitos. O Evangelho apresenta-nos um “mudo endemoninhado”, um doente que já não conseguia falar. Jesus restitui-lhe a palavra. Deveras, Ele é o Misericordioso, o único que Se sabe comover sobre os frágeis deste mundo, que coloca os problemas dos outros diante dos próprios. Hoje as nossas cidades estão cheias de homens e de mulheres mudos porque não sabem com quem falar, não têm ninguém a quem se dirigir para apresentar os próprios pedidos, as próprias angústias, os próprios direitos. Basta pensar nos muitos idosos que vivem cada vez mais sozinhos à medida que avançam com a idade. Somos mudos e surdos também quando não temos ninguém que nos faça perguntas, ninguém que nos possa restituir a palavra, tal como fez Jesus àquele homem. É verdade, precisamos de escutar o Evangelho para podermos recomeçar a falar. Muitas vezes, estamos de facto mudos porque estamos cheios de palavras vazias. E todo aquele cujo coração se deixa tocar pelo Evangelho recomeça também a falar, a rezar, a exortar, a perdoar e ainda a corrigir. Então, também nós poderemos manifestar a nossa maravilha juntamente com as multidões que circundavam Jesus: “Nunca se viu uma coisa assim em Israel!” Decerto, não faltam os opositores, os fariseus de hoje que procuram desacreditar o Evangelho, os crentes e as suas obras de misericórdia. Mas Jesus continua a Sua missão e nós, juntamente com Ele, somos convidados a percorrer as estradas e as praças das nossas cidades. Tendo no coração a Sua mesma compaixão, seremos capazes de realizar “milagres” de misericórdia. A compaixão de Jesus abre-nos os olhos e permite-nos ver, antes de mais, os pobres e os humildes e debruçarmo-nos sobre eles. Infelizmente, poucos, muito poucos são os que se aproximam com compaixão às multidões deste mundo “cansadas e exaustas como ovelhas sem pastor”. E Jesus continua a dizer: “A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos!” Precisamos de rezar para que o Pai mande trabalhadores de misericórdia. E descobriremos que o Senhor também nos exorta a tornarmo-nos trabalhadores em prol dos que estão à mercê da violência, da solidão, da tristeza, da guerra, da pobreza.


08/07/2014
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri