Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 17,14-19

Quando eles chegaram perto da multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se a seus pés e disse-lhe: «Senhor, tem piedade do meu filho. Ele tem ataques e está muito mal. Cai frequentemente no fogo e muitas vezes na água. Apresentei-o aos teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo.» Disse Jesus: «Geração descrente e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando vos hei-de suportar? Trazei-mo cá.» Jesus falou severamente ao demónio, e este saiu do jovem que, a partir desse momento, ficou curado. Então, os discípulos aproximaram- se de Jesus e perguntaram-lhe em particular: «Porque é que nós não fomos capazes de expulsá-lo?»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus é aproximado por um homem que Lhe pede piedade pelo seu filho. Muitas vezes, o sofrimento torna-se numa invocação de piedade porque se torna insuportável não só para quem sofre mas também para quem deve assistir as pessoas queridas que sofrem. O jovem não é senhor de si mesmo. Não podemos não pensar nos muitos jovens que caem frequentemente, prisioneiros de dependências que os tornam incapazes de controlo. As mais enganadoras são aquelas invisíveis que impõem maneiras de pensar, escolhas como o consumismo, que se apoderam do coração dos homens, arruinando-o. Na verdade, não querendo importunar o Mestre, aquele pai tinha levado o filho aos discípulos, com a esperança de que fossem capazes de o curar. Mas não tinham conseguido. Jesus cura-o com apenas uma palavra. Os discípulos, provavelmente também contrariados pelo próprio insucesso, quando estão sozinhos com Ele, perguntam-Lhe a razão pela qual eles não foram capazes de o curar. Jesus responde com grande clareza dizendo que tinham tido pouca fé. Seria suficiente uma fé pequena como uma semente de mostarda para fazer o milagre. Mas os discípulos nem isso tinham. No entanto, Jesus continua a confiar neles, a não deixar faltar-lhes a Sua Palavra, o Seu afecto e a Sua correcção. A última frase abre aos discípulos um futuro cheio de esperança: “Nada vos será impossível”. A fé, mesmo pequena, faz sempre grandes prodígios: poderá deslocar. As palavras de Jesus revelam que os discípulos nem sequer tinham uma fé do tamanho de uma semente de mostarda, precisamente aquela semente que, depois, se torna na árvore maior e a quem comparou o Reino do Céu. Significa também que os discípulos procuravam a força noutra coisa. Quanto facilmente procuramos a força nas capacidades pessoais, no poder deste mundo, na afirmação do amor-próprio, também na própria lógica do prestígio! Quantas vezes procuramos o fermento dos fariseus e de Herodes, isto é, o da hipocrisia e do exercício do poder sobre o próximo. Todas estas forças não podem transformar a vida porque só a fé é que pode ultrapassar e realizar o que, caso contrário, é impossível. A fé do tamanho de uma semente significa que não serve uma medida, esta sim, impossível aos pequenos homens, mas basta um coração crente, capaz de se entregar a um amor muito maior do que nós, que não desilude.


09/08/2014
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri