Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Santo Estêvão (+1038), rei da Hungria. Converteu-se ao Evangelho e promoveu a evangelização do país.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 19,13-15

Apresentaram-lhe, então, umas crianças, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas, mas os discípulos repreenderam-nos. Jesus disse-lhes: «Deixai as crianças e não as impeçais de vir ter comigo, pois delas é o Reino do Céu.» E, depois de lhes ter imposto as mãos, prosseguiu o seu caminho.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

É uma imagem terna e linda, a de Jesus rodeado pelas crianças. Os discípulos que estavam habituados a ver Jesus entre longas filas de doentes, agora que vêem o Mestre cercado por uma multidão de crianças não compreendem e tentam afastá-las. Evidentemente consideram uma maçada para Jesus o afluxo, decerto um pouco confuso, das crianças em direcção Àquele Mestre singular. Mas Jesus detém-nos, ou melhor, censura-os ao ver que estão a repreender as crianças: “Deixai as crianças e não as proibais de vir a Mim; porque delas é o Reino do Céu”. E enquanto as crianças se aproximam d’Ele “impõe-lhes as mãos”. Isto é, protege-as, tal como protege e ajuda os frágeis e os indefesos. Faz-nos recordar os milhões de crianças abandonadas, que morrem de fome ou as que morrem por causa da guerra ou as que são exploradas e violadas também nas sociedades do mundo rico. Muitas vezes, estas crianças estão sós e abandonadas sem que ninguém cuide delas e as proteja. E, infelizmente, sucede também que sejam gravemente ofendidas no corpo e na mente justamente por aqueles que, pelo contrário, as deveriam amar e proteger. Para Jesus, são crianças que devem ser amadas, protegidas e crescidas com carinho. Os discípulos censuram-nas: isto é, não só não lhes permitem de se aproximarem, mas também querem que não voltem a fazê-lo, como se fosse inconveniente pedir por quem é pequeno, por quem não conta. Jesus censura-os. Não quer que os discípulos despeçam ninguém, nem que sejam os homens do mundo, fortes com os fracos e cobardes com os poderosos. As crianças são indicadas como um exemplo a seguir com atenção porque “delas é o Reino do Céu”. Os adultos devem aprender das crianças aquela simplicidade e abertura de ânimo que são necessárias para acolher o Reino do Céu, a mensagem evangélica. É o contrário do orgulho e da auto-suficiência de que nós, adultos, muitas vezes nos gabamos. É uma exortação para todos nós para acolhermos com disponibilidade o Evangelho e debruçarmo-nos com mais generosidade sobre as muitas crianças de hoje, para que cresçam não na escola da violência e do amor-próprio, mas na escola do Evangelho do amor. O caminho do ser criança é o da humildade, da simplicidade, do se deixar ajudar, do depender do pai, do entregar-se à mãe. Quanta arrogância também nos discípulos, que acaba por ferir os pequenos. E, na verdade, basta pouco para os humilhar. Recomeçamos sempre por quem precisa de protecção e de amor, porque também nós somos assim.


16/08/2014
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri