Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

São Mateus 23,13-22

Ai de vós, doutores da Lei e fariseus hipócritas, porque fechais aos homens o Reino do Céu! Nem entrais vós nem deixais entrar os que o querem fazer. Ai de vós, doutores da Lei e fariseus hipócritas, que devorais as casas das viúvas, com o pretexto de prolongadas orações! Por isso, sereis mais rigorosamente julgados. Ai de vós, doutores da Lei e fariseus hipócritas, que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito e, depois de o terdes seguro, fazeis dele um filho do inferno, duas vezes pior do que vós! Ai de vós, guias cegos, que dizeis: ‘Se alguém jura pelo santuário, isso não tem importância; mas, se jura pelo ouro do santuário, fica sujeito ao juramento.’ Insensatos e cegos! Que é o que vale mais? O ouro ou o santuário, que tornou o ouro sagrado? Dizeis ainda: ‘Se alguém jura pelo altar, isso não tem importância; mas, se jura pela oferta que está sobre o altar, fica sujeito ao juramento.’ Cegos! Qual é o que vale mais? A oferta ou o altar, que torna sagrada a oferta? Portanto, jurar pelo altar é o mesmo que jurar por ele e por tudo o que está sobre ele; jurar pelo santuário é jurar por ele e por aquele que nele habita; jurar pelo Céu é jurar pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado.

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Este Evangelho é uma severa advertência aos fariseus, da altura e de hoje. Jesus não é condescendente para com todos, tal como uma mentalidade preguiçosa e pobre de amor pensa seja necessário, para deixar cada um sozinho consigo mesmo. Jesus dirige palavras fortes aos fariseus para ajudá-los a compreender a condição deles, revelando-lhes o que eles vivem de verdade. A advertência que faz aos fariseus serve também para os discípulos que muitas vezes admiravam a segurança deles. ‘Ai de vós’ não é uma ameaça, mas serve para tentar fazer-lhes entender as consequências do comportamento deles. Tipo, atenção a como viveis. Jesus é muito diferente dos mestres do Seu e de qualquer tempo que censuravam, estigmatizavam, condenavam julgavam com rigor e intransigência, mestres que sabem reconhecer o argueiro e carregam nos outros fardos insuportáveis que nem sequer eles estariam dispostos a mover com um único dedo. Eles certificam o pecado com as próprias sentenças, mas não sabem e nem querem ajudar a mudar, não têm interesse que isso aconteça! Os fariseus de todos os tempos e gerações amam a lei, não o homem, porque isso altera os nossos cálculos, pede misericórdia e não sacrifícios, envolve no imprevisível laço do amor e de um único destino. Jesus dirige palavras duras aos justos na esperança de ajudá-los, finalmente, a verem e a ouvirem. “Ai de vós” é a extrema tentativa para consciencializar quem, pelo contrário, desconfia, fecha-se em si mesmo, pensa que o mal esteja fora de si. Deveremos levar a sério estas advertências tão claras de Jesus e, sobretudo, entendê-las como a extrema tentativa de nos fazer regressar a nós mesmos! E também devemos ajudá-l’O a tocar o coração de quem se considera justo, com a consciência a postos porque tem as mãos limpas, apesar de, como os sepulcros caiados, esconder a morte por dentro. Os justos defendem-se, acham que o problema não é eles, mas Jesus. No entanto, Jesus não Se cansa de lhes falar, precisamente para os libertar da prisão da desconfiança que os leva a pensar que estão com a consciência a postos porque ocupam os primeiros lugares, enquanto estão longe da verdadeira alegria. Jesus admoesta como um irmão, um pai, um verdadeiro amigo e não como um professor que dá trabalhos de casa ou examina o aluno! Quer-nos ver livres do mal. Só um amor forte e apaixonado sabe reconhecer o mal e é capaz de se afastar dele.


25/08/2014
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri