Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória do patriarca Abraão. Na fé partiu para uma terra que não conhecia, que lhe fora prometida por Deus. Por esta fé é chamado pai dos crentes, hebreus, cristãos e muçulmanos.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 11,5-13

Disse-lhes ainda: «Se algum de vós tiver um amigo e for ter com ele a meio da noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, pois um amigo meu chegou agora de viagem e não tenho nada para lhe oferecer’, e se ele lhe responder lá de dentro: ‘Não me incomodes, a porta está fechada, eu e os meus filhos estamos deitados; não posso levantar-me para tos dar’. Eu vos digo: embora não se levante para lhos dar por ser seu amigo, ao menos, levantar-se-á, devido à impertinência dele, e dar-lhe-á tudo quanto precisar.» «Digo-vos, pois: Pedi e ser-vos-á dado; procurai e achareis; batei e abrir-se-vos-á; porque todo aquele que pede, recebe; quem procura, encontra, e ao que bate, abrir-se-á. Qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? Ou, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que lho pedem!»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

No Evangelho que escutámos ontem, Jesus doou-nos a oração do “Pai nosso”, um tesouro precioso que se tornou companhia de todos os dias da oração dos cristãos há vinte séculos. Jesus conhece, no entanto, as dúvidas que os discípulos têm sobre a eficácia da oração. Podemos dizer que conhece também os riscos de se reduzir apenas a palavras o próprio “Pai nosso”. Por isso, quer esclarecer as dúvidas que podem surgir no coração dos discípulos. De resto, sem a oração, não há salvação. Pelo contrário, precisamos de rezar com a certeza que o Pai que está no Céu nos escuta e nos satisfaz. Jesus insiste que os discípulos têm de rezar com fé e insistência. E narra para esse fim, duas parábolas. A primeira, a do amigo inoportuno, é quase que um comentário à quarta invocação do “Pai nosso”, isto é, “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”. Com ela, Jesus parece incitar os discípulos a serem, também eles, “inoportunos” com o Pai na oração. É verdade, os discípulos devem insistir em pedir. “Portanto, Eu vos digo: pedi e ser-vos-á dado, procurai e encontrareis, batei e abrir-vos-ão a porta”, repete aos discípulos. Tranquiliza-os: sucederá também a eles o que acontece na parábola. A oração insistente parece obrigar Deus “a levantar-Se” e a satisfazer o nosso pedido. E Deus, continua Jesus com a segunda parábola, não só responderá, mas também dará sempre coisas boas aos filhos. Ele escuta sempre todos aqueles que se dirigem a Ele com confiança. Com efeito, a oração – a do filho que se entrega totalmente ao Pai – tem uma força incrível, consegue fazer com que Deus “Se debruce” sobre nós. Por isso, na tradição da Igreja, a insistência sobre a oração é um dos fundamentos irrenunciáveis da vida espiritual. Infelizmente – também por causa dos ritmos alienantes da vida de hoje – custa-nos rezar e, muitas vezes, nem sequer somos perseverantes na oração, sobretudo na oração comum. E, amiúde, a nossa confiança é deveras limitada. Deixemos tocar o nosso coração por esta página evangélica e descobriremos a força e a eficácia da oração na nossa vida e na dos outros por quem rezamos. A oração salva a vida. Por isso, é decisivo encontrar o tempo para nos dirigirmos a Deus todos os dias e apresentar-Lhe a nós mesmos e ao mundo para que intervenha e salve todos do mal. A memória de Abraão recorda-nos a sua intercessão para salvar Sodoma da destruição. Ele, com a sua insistência, conseguiu refrear a ira de Deus sobre a cidade (Gn 18, 17-33). O seu exemplo recorda-nos a importância da oração dos crentes não só para eles mesmos, mas para o mundo e para libertar todos do mal.


09/10/2014
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri