Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Recordação de São Leão Magno, bispo de Roma que guiou a Igreja em tempos difíceis.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 17,1-6

Disse, depois, aos discípulos: «É inevitável que haja escândalos; mas ai daquele que os causa! Melhor seria para ele que lhe atassem ao pescoço uma pedra de moinho e o lançassem ao mar, do que escandalizar um só destes pequeninos. Tende cuidado convosco!
Se o teu irmão te ofender, repreende-o; e, se ele se arrepender, perdoa-lhe.

Se te ofender sete vezes ao dia e sete vezes te vier dizer: ‘Arrependo-me’, perdoa-lhe.»

Os Apóstolos disseram ao Senhor: «Aumenta a nossa fé.»

O Senhor respondeu: «Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a essa amoreira: ‘Arranca-te daí e planta-te no mar’, e ela havia de obedecer-vos.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

Jesus admoesta os discípulos para não darem escândalo, isto é, para não serem “pedra de tropeço”. Considera tão grave o escândalo que chega a afirmar que seria melhor que, aquele que o produz, seja lançado ao mar com uma pedra amarrada ao pescoço. E, provavelmente, o primeiro escândalo que os discípulos não devem dar é o de contradizer, com a própria vida, o Evangelho. Se os nossos comportamentos estiverem afastados e, até mesmo, serem contra o Evangelho, não só traímos o Senhor como também nos tornamos cúmplices deste mundo ao alimentarmos uma vida triste e violenta. Jesus admoesta os discípulos para estarem atentos a não aviltarem o Evangelho, a não traí-l’O com a própria vida. De resto, tinha dito: “Se o sal perde o sabor já não serve para nada; por isso, deitam-no fora”. Os discípulos são chamados a escutar todos os dias o Evangelho e a pô-l’O em prática. Não fazê-lo significa traí-l’O e, sobretudo, significa facilitar que o pecado crie raízes na nossa vida. É verdade, não escutar o Evangelho tem as suas consequências. Na vida do discípulo, não escutar o Evangelho significa fazer crescer em nós a influência do mal até tornarmo-nos cúmplices. Por isso, pede aos discípulos: “Prestai atenção!”. O apóstolo Paulo, ciente deste perigo, avisava também ele os idosos de Éfeso, dizendo: “Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho” (Act 20, 28). A vigilância sobre nós mesmos, sobre o próprio comportamento, sobre a própria fidelidade ao Evangelho, é uma tarefa primária de todo o discípulo e, ainda mais, de todos aqueles que têm responsabilidades pastorais. Jesus acrescenta que faz parte da sabedoria também a disponibilidade ao perdão. De resto, todos nós conhecemos bem a própria fragilidade e facilidade com que cai no pecado. Jesus dá-nos, propositadamente, a força de perdoar. A capacidade de perdoar não é espontânea. Antes pelo contrário, hoje o perdão é deveras raro. E, infelizmente, a vingança tem muito mais espaço na vida de todos os dias. É urgente que a misericórdia e o perdão superabundem com a mesma facilidade com que se afirma o pecado. Perdoar “sete vezes”, como Jesus pede, significa que é preciso perdoar sempre. Não se trata, obviamente de sermos condescendentes para com o pecado. Com efeito, Jesus exige o arrependimento pela culpa cometida e a consequente mudança de vida. Mas, a disponibilidade à misericórdia nunca deve faltar. A misericórdia é sinal da presença de Deus entre os homens. A este ponto, os discípulos compreendem que a misericórdia não vem deles mesmos, compreendem que o instinto em ficarmos no ódio ou, pelo menos, na indiferença é forte também neles. Por isso pedem ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!”. Jesus – surpreendendo-nos provavelmente também a nós – responde que basta uma pequena medida de fé, a de uma semente de mostrada. Esta pequena fé, esta pequena confiança em Deus, é capaz de fazer milagres. Peçamo-la ao Senhor e seremos capazes de extirpar as ervas daninhas do coração dos homens e atirá-las para o fundo do mar.


10/11/2014
Oração pelos pobres


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri