Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São Lucas 21,34-36

«Tende cuidado convosco: que os vossos corações não se tornem pesados com a devassidão, a embriaguez e as preocupações da vida, e que esse dia não caia sobre vós subitamente, como um laço; pois atingirá todos os que habitam a terra inteira. Velai, pois, orando continuamente, a fim de terdes força para escapar a tudo o que vai acontecer e aparecerdes firmes diante do Filho do Homem.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O Evangelho que acabámos de escutar encerra o discurso escatológico segundo a versão de Lucas e termina também o ano litúrgico. Jesus, desde que chegou a Jerusalém, ensinava todos os dias no Templo e à noite, retirava-Se para o jardim das Oliveiras para rezar. Agora, exorta os discípulos a “estarem atentos e a rezarem continuamente”. Não o diz apenas com palavras, mas com a Sua própria vida. Sabe muito bem que perante os momentos decisivos e até mesmo difíceis, é necessário estar vigilantes e preparados. Cada dia deve ser vivido como se fosse o último. Podemos dizer que, cada dia é o último, no sentido que é único e não há um outro igual e uma vez passado, não regressa outra vez. Cada dia, portanto, exige atenção e vigilância da nossa parte porque o Senhor está diante de nós e bate à porta do coração, como nos recorda o Apocalipse: “Já estou à porta e bato. Quem ouvir a minha voz e abrir a porta, entro em sua casa e janto com ele, e ele comigo” (Ap 3, 20). O evangelista Lucas apresenta a oração como a atitude por excelência do discípulo que vigila para acolher o Senhor que bate à porta do nosso coração. A oração não só afasta o mal e dá a força para o combater; ela, sobretudo, liberta-nos da concentração em nós mesmos para nos fazer erguer o olhar para cima, para o Senhor que está a chegar. E Jesus exorta a rezar sempre, sem cessar. Para nós, pobres homens e pobres mulheres, limitados, rezar continuamente significa rezar todos os dias. É verdade, na oração quotidiana está aquela fidelidade pedida pelo Evangelho e que orienta e reorienta incessantemente, o discípulo em direcção a Deus. Todos os dias devemos “ficar de pé diante do Filho do Homem”, escutar a Palavra que nos deixou e, com Ele, invocar o Pai que está no Céu para saborear, desde já, o encontro definitivo com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. A liturgia da Igreja, enquanto nos entrega ao novo ano litúrgico, depois de nos ter deixado contemplar o “fim” da história, exorta-nos a todos à centralidade e à perseverança da oração como garantia do encontro definitivo com o Senhor.


29/11/2014
Oração da vigília


Calendário da semana
FEV
19
Domingo, 19 de Fevereiro
Liturgia dominical
FEV
20
Segunda-feira, 20 de Fevereiro
Oração pela Paz
FEV
21
Terça-feira, 21 de Fevereiro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
FEV
22
Quarta-feira, 22 de Fevereiro
Oração dos Apóstolos
FEV
23
Quinta-feira, 23 de Fevereiro
Oração pela Igreja
FEV
24
Sexta-feira, 24 de Fevereiro
Oração da Santa Cruz
FEV
25
Sábado, 25 de Fevereiro
Oração da vigília
FEV
26
Domingo, 26 de Fevereiro
Liturgia dominical