Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eis o Evangelho dos pobres, a libertação dos prisioneiros,
a vista dos cegos, a libertação dos oprimidos

Aleluia aleluia, aleluia

Isaías 40,1-11

Consolai, consolai o meu povo,
é o vosso Deus quem o diz.

Falai ao coração de Jerusalém e gritai-lhe:
«Terminou a vossa servidão,
estão perdoados os vossos crimes,
pois já recebeu da mão do Senhor
o dobro do castigo por todos os seus pecados.»

Uma voz grita:
«Preparai no deserto o caminho do Senhor,
aplanai na estepe uma estrada para o nosso Deus.

Todo o vale seja levantado,
e todas as colinas e montanhas sejam abaixadas,
todos os cumes sejam aplanados,
e todos os terrenos escarpados sejam nivelados!»

Então a glória do Senhor manifestar-se-á,
e toda a gente a há-de ver ao mesmo tempo.
É o Senhor quem o declara.

Diz uma voz: «Proclama!»
Respondo: «Que hei-de proclamar?»
«Proclama que toda a gente é como a erva
e toda a sua beleza como a flor dos campos!

A erva seca e a flor murcha, quando o sopro do Senhor passa sobre elas.
Verdadeiramente o povo é semelhante à erva.

A erva seca e a flor murcha,
mas a palavra do nosso Deus permanece eternamente.»

Sobe a um alto monte, arauto de Sião.
Grita com voz forte, arauto de Jerusalém;
levanta a voz, sem receio, e diz às cidades de Judá:
«Aí está o vosso Deus!

Olhai, o Senhor Deus vem com a força
do seu braço dominador;
olhai, vem com o preço da sua vitória,
e com a recompensa antecipada.

É como um pastor que apascenta o rebanho,
reúne-o com o cajado na mão,
leva os cordeiros ao colo,
e faz repousar as ovelhas que têm crias.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

O Filho do Homem veio para servir
quem quiser ser grande, faça-se servo de todos

Aleluia aleluia, aleluia

O livro de Isaías, do capítulo 40 até ao capítulo 55, recolhe as palavras de um profeta que viveu durante a terrível provação do exílio em Babilónia. O desalento e a tristeza tinham invadido o coração dos deportados. Ter-se-ia o Senhor esquecido do Seu povo? Onde se poderia procurar consolação? É o próprio Senhor que suscita um profeta e que o leva a dizer: “Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém, gritai-lhe que já se completou o tempo da sua escravidão”. O profeta não se deixa levar pela resignação e pelo desencorajamento devido à dramática situação de exílio em que se encontra o seu povo. E, levado pelo Espírito de Deus, pronuncia as palavras da consolação e anuncia o fim da escravidão. O Senhor comoveu-Se com Israel que se tinha afastado da aliança e estava a pagar as tristes e amargas consequências. O afastamento do Senhor comporta sempre tristes e amargas escravidões. O profeta exorta, agora que Israel compreendeu as consequências do pecado, a olhar para o Senhor que decidiu ir em seu socorro e libertá-lo da escravidão. É necessário aplanar a estrada no deserto do próprio coração para permitir ao Senhor de entrar e visitá-lo. Trata-se de colmatar os vales de indiferença que separam os homens de Deus e de si mesmos, de abater as montanhas de ódio que impedem qualquer encontro, de aplanar com o diálogo as incompreensões e os preconceitos que impedem qualquer abraço. Mas isso nunca virá por própria iniciativa, por estarmos provados pelo peso das escravidões. É preciso escutar a voz que o Senhor enviou. E, com efeito, uma voz grita no deserto deste mundo. Deve ser escutada. É a Palavra de Deus que neste tempo de Advento não é negada a ninguém. Quem A escuta fica consolado: de facto, Ela abre ao encontro com o Senhor que é o Consolador do Seu povo. O profeta exorta pois, àquele que anuncia a Palavra de Deus, a subir para o monte – isso sucede sempre que se proclama o Evangelho na Liturgia, ou também quando se abre a página bíblica no segredo da oração – e a anunciar a Boa Notícia que Deus está próximo: “Sobe a um monte alto, mensageira de Sião; levanta bem alto a tua voz, mensageira de Jerusalém”. O Senhor vem como um pastor forte que redime, que salva e que, com ternura, “leva os cordeirinhos ao colo e guia mansamente as ovelhas que amamentam”. As comunidades cristãs, cada crente, abandonando qualquer receio e qualquer resistência, são chamados a tornarem-se também eles profetas, isto é, anunciadores da consolação de Deus e a cuidarem com ternura dos pequeninos e dos desfavorecidos.


09/12/2014
Oração pelos pobres


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri