Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Jeremias 23,5-8

Dias virão
em que farei brotar de David um rebento justo
que será rei, governará com sabedoria
e exercerá no país o direito e a justiça
- oráculo do Senhor.

Nos seus dias, Judá será salvo
e Israel viverá em segurança.
Então será este o seu nome:
'O Senhor - é - nossa - Justiça!'

Por isso, eis que chegarão dias - oráculo do Senhor - em que já não dirão: 'Viva o Senhor que tirou do Egipto os filhos de Israel';

mas sim: 'Viva o Senhor que tirou e reconduziu a linhagem de Israel do país do Norte e de todos os países, para onde os dispersara, e os fez habitar na sua própria terra'.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

O trecho do profeta que acabámos de escutar é precedido (vv 1-4) por uma severa admoestação aos pastores de Israel que não só se desinteressaram das ovelhas do rebanho do Senhor, como chegaram a “expulsar” e até mesmo “dispersá-las”. O Senhor – através da voz do profeta – depois de ter severamente admoestado estes pastores que traindo o rebanho, traíram-n’O também a Ele, assegura que Ele mesmo conduzirá as Suas ovelhas e reconduzi-las-á às pastagens de onde tinham sido expulsas. Portanto, Jeremias anuncia: “Dias virão em que farei brotar para David um rebento justo”. Aproximando-nos do Natal, este anúncio encontra a sua plena realização. Os dias de que fala o profeta Jeremias são estes dias. É neste tempo que o Senhor dá ao mundo um “rebento” que reinará com autoridade sobre a Terra e instaurará a justiça e o direito. O próprio Filho de Deus é enviado sobre a Terra. Aparece como um Menino, deveras como um “rebento” que não Se impõe pela Sua força exterior ou pelas Suas qualidades de potência humana. Antes pelo contrário, aparece como um Menino frágil que nem sequer nasce numa casa como os outros. Nasce fora da povoação, numa gruta, deposto numa manjedoura, como o Evangelho de Mateus nos recorda neste dia (1, 18-24). A força deste rebento está toda no amor ilimitado que o levou a descer do Céu e que o levará a percorrer todas as estradas e as praças do seu tempo para anunciar o advento do Reino. E o lugar de onde o Senhor reina não são os palácios de quem se sente poderoso e nem sequer as restritas residências de quem não pensa noutra coisa senão em si mesmo. O Senhor escolheu reinar a partir dos corações dos homens, dos nossos corações. Eis a razão pela qual o Natal regressa sempre, todos os anos. Precisamos dele, dado o nosso esquecimento e as nossas mesquinhices. Todos os anos, a Liturgia guia-nos para que possamos abrir as portas do nosso coração, permitindo assim àquele Menino de renascer em nós. Um antigo sábio cristão dizia: “Nascesse Cristo mil vezes em Belém, mas não no teu coração, estarias perdido para sempre". O Senhor continua a bater à porta para entrar no nosso coração: o Seu nascimento renova-o, alarga-o, fortifica-o no amor, ilumina-o para ir para as periferias deste mundo. De um coração renovado pelo Natal, nasce uma nova Terra, uma nova história, uma nova justiça e uma paz mais duradoira.


18/12/2014
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri