Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

Gênesis 2,18-25

O Senhor Deus disse: «Não é conveniente que o homem esteja só; vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele.» Então, o Senhor Deus, após ter formado da terra todos os animais dos campos e todas as aves dos céus, conduziu-os até junto do homem, a fim de verificar como ele os chamaria, para que todos os seres vivos fossem conhecidos pelos nomes que o homem lhes desse. O homem designou com nomes todos os animais domésticos, todas as aves dos céus e todos os animais ferozes; contudo, não encontrou auxiliar semelhante a ele.

Então, o Senhor Deus fez cair sobre o homem um sono profundo; e, enquanto ele dormia, tirou-lhe uma das suas costelas, cujo lugar preencheu de carne.

Da costela que retirara do homem, o Senhor Deus fez a mulher e conduziu-a até ao homem.

Então, o homem exclamou:
«Esta é, realmente,
osso dos meus ossos
e carne da minha carne.
Chamar-se-á mulher,
visto ter sido tirada do homem!»

Por esse motivo, o homem deixará o pai e a mãe, para se unir à sua mulher; e os dois serão uma só carne. Estavam ambos nus, tanto o homem como a mulher, mas não sentiam vergonha.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Deus preocupa-Se em dar ao homem “uma auxiliar que lhe seja semelhante”. “Não é bom – de facto - que o homem esteja sozinho”. Esta afirmação de Deus colocada no início da vida humana encerra um grande segredo de sabedoria de vida que não se refere apenas ao homem e à mulher e à união entre eles, mas a toda a humanidade. De facto, ninguém foi feito para a solidão, ninguém foi feito para estar e para viver sozinho. A solidão é sempre amarga, não faz bem a ninguém. Podemos dizer que nem sequer Deus ama a solidão. De facto, Ele é três Pessoas. Este mistério está no cerne da fé cristã: Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. A comunhão de vida entre as três Pessoas divinas é o mistério da Sua vida íntima, se assim podemos falar, e a razão da Sua vida de amor pelos homens. Isto é, Deus é uma Família plena que não está fechada em Si mesma. Mal encontra o homem necessitado de ajuda, abre-Se: o Pai envia o Filho e depois, o Espírito Santo é doado aos homens. A comunhão está na origem e no fim de tudo. Por isso, não é bom que o homem esteja sozinho. O homem, anota o autor bíblico, passa em revista todos os animais a quem impõe o nome, mas não encontra neles nenhum que possa colmatar o vazio de amor, um que lhe fosse “semelhante”. O modo como a narração apresenta a criação da mulher pretende significar a unidade e a complementaridade originária existente entre homem e mulher, realçada muito bem nas palavras do homem: “Esta sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne”. Estas palavras indicam a pertença a uma única realidade, família ou povo que seja. Pronunciam-nas de maneira semelhante, por exemplo, os habitantes do Reino do Norte quando vão ter com David em Hebron para lhe pedirem que se torne também no rei deles: “Vê bem! Nós somos do mesmo sangue” (2Samuel 5, 1). É indicada uma pertença recíproca, uma comunhão, uma aliança que implica um compromisso. O trecho, justamente, coloca aqui a origem da família, a primeira resposta à solidão e ao individualismo, a primeira célula da sociedade, de que tudo depende: “Por isso, um homem deixa seu pai e sua mãe, e une-se à sua mulher, e os dois tornam-se uma só carne”. Para além da linguagem narrativa da Bíblia, a mensagem deste texto indica que a família implica uma profunda e originária unidade entre homem e mulher, que os homens não podem anular.


12/02/2015
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri