Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

O Espírito Santo virá sobre ti
Aquele que nascer de ti será santo.

Aleluia aleluia, aleluia

Gênesis 6,5-8; 7,1-5.10

O Senhor reconheceu que a maldade dos homens era grande na Terra, que todos os seus pensamentos e desejos tendiam sempre e unicamente para o mal. O Senhor arrependeu-se de ter criado o homem sobre a Terra, e o seu coração sofreu amargamente. E o Senhor disse: «Eliminarei da face da Terra o homem que Eu criei, e, juntamente com o homem, os animais domésticos, os répteis e as aves dos céus, pois estou arrependido de os ter feito.» Noé, porém, era agradável aos olhos do Senhor. O Senhor disse, depois, a Noé: «Entra na arca, tu e toda a tua família, porque só a ti reconheci como justo nesta geração. De todos os animais puros levarás contigo sete pares, o macho e a fêmea; dos animais que não são puros levarás um par, o macho e a sua fêmea; das aves do céu, também sete pares, macho e fêmea, a fim de conservares a sua raça viva sobre a Terra. Porque dentro de sete dias, vou mandar chuva sobre a Terra, durante quarenta dias e quarenta noites, e exterminarei na superfície de toda a Terra todos os seres que Eu criei.»

E Noé cumpriu tudo quanto o Senhor lhe ordenara.

Ao cabo de sete dias, as águas do dilúvio submergiram a Terra.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Eis, Senhor, os vossos servos:
Faça-se em nós segundo a vossa palavra

Aleluia aleluia, aleluia

Os autores bíblicos estão claramente cientes que o mal não é obra de Deus mas do homem. De facto, é no profundo do coração humano que se aninham os sentimentos de ódio, de vingança, de orgulho. E aparece evidente, desde os primeiros capítulos da Génesis o quanto a história humana esteja marcada pela violência que opõe uns contra os outros. Qualquer âmbito da vida é envenenado pela maldade dos homens, tanto é que Deus “arrependeu-Se de ter feito o homem sobre a Terra, e o seu coração ficou magoado”. O próprio coração do Criador fica partido por causa da propagação da violência entre os homens e entre os povos. A violência impossibilita a convivência e leva a própria Criação a regredir no caos primordial. O dilúvio é isso. Não é um castigo de Deus, mas a consequência da violência humana que faz regressar tudo ao caos, como era o mundo antes da Criação. Trata-se de uma imagem que transmite uma mensagem forte e bastante actual. Estamos a pensar nas guerras e nas suas consequências; na violência feita à própria Criação e à natureza humana e nas suas consequências; na prepotência feita à vida das crianças e dos idosos. Esta página das Escrituras esboça alguns traços da actual condição do mundo onde a violência parece ter-se tornado numa norma de vida: mais que no encontro e no diálogo confiamos na lei da força para resolver os conflitos para percorrer o caminho da paz. Os crentes, como aconteceu com Noé, são chamados a caminharem com Deus e a escutá-l’O para poderem derrotar o mal e afastarem a violência destruidora. Qualquer discípulo, qualquer pequena comunidade cristã, é chamada a ser uma arca no mar tempestuoso do mundo, para oferecer abrigo e salvação a muitos, em particular aos fracos e aos pobres, que clamam por consolação e paz. É a função dos crentes e ainda mais, dos cristãos: oferecer protecção contra a violência, salvação do caos da inimizade e da destruição. Na arca, é reconstruída aquela unidade pela qual Deus tinha criado o homem e a mulher, aquela unidade do género humano de que a Igreja é instrumento e sacramento, como diz o Concílio Vaticano II na Lumen Gentium. Se quisermos que a vida seja serena para todos, não temos outra escolha senão empenharmo-nos na reconstrução desta unidade pela qual o próprio Cristo rezou antes de ser condenado à morte (Jo 17).


17/02/2015
Oração com Maria, Mãe do Senhor


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri