Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São João 6,16-21

Ao cair da tarde, os seus discípulos desceram até ao lago e, subindo para um barco, foram atravessando o lago em direcção a Cafarnaúm. Já tinha escurecido e Jesus ainda não fora ter com eles. Soprando uma forte ventania, o lago começou a agitar-se. Depois de terem remado mais ou menos uma légua, avistaram Jesus que se aproximava do barco, caminhando sobre o lago, e tiveram medo. Mas Ele disse-lhes: «Sou Eu, não tenhais medo!» Quiseram recebê-lo logo no barco, e o barco chegou imediatamente à terra para onde iam.

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

Nas tempestades da vida, é fácil assustarmo-nos e ficarmos cheios de dúvidas. O sofrimento perturba-nos, os desastres naturais deixam-nos sem palavras, assim como às vezes, o abismo do mal que parece apoderar-se dos homens e das mulheres assusta-nos e torna-nos desconfiados e com pouca esperança para o nosso futuro e do mundo. Nos momentos difíceis, quando a resignação se apodera dos corações, surge imediata a pergunta: mas que humanidade é esta? É deveras, difícil mudá-la! São considerações que parecem razoáveis, sobretudo, se se consideram os ventos contrários que continuam a agitar a humanidade em muitas partes do mundo, ainda neste início de milénio. Inteiras nações continuam a estar imergidas nas trevas sem terem perspectivas imediatas de ressurreição. Podemos dizer que, às vezes, os países que gravam na vida das pessoas são semelhantes ao peso daquela pedra que encerrava o sepulcro do Senhor e que afligia as mulheres enquanto se dirigiam ao sepulcro para ungirem o corpo morto. Na verdade, Jesus não está longe de nós, mesmo nos momentos mais difíceis; não está longe do mundo mesmo nos momentos mais dramáticos. Jesus continua a caminhar ainda hoje entre as águas tempestuosas da vida dos homens e abre caminho entre as vagas e as dúvidas que nos acometem e que nos tornam a vida triste e difícil. Somos nós que nos esquecemos d’Ele, ou pior, que fugimos d’Ele, como aconteceu aos apóstolos naquela tarde. Escreve o evangelista que eles “viram Jesus a andar sobre as águas e a aproximar-Se da barca e ficaram com medo”. Quantas vezes, também nós, em vez de nos deixarmos consolar e tranquilizar pelo Evangelho e pelos irmãos, preferimos ficar com os nossos receios! De resto, o medo é um sentimento tão natural e espontâneo que nos parece “nosso” mais ainda do que a proximidade do Senhor. Mas a verdade é outra: o amor de Jesus por nós é bem mais firme do que os nossos medos. Apesar de preferirmos ficar agarrados ao barco das nossas seguranças ilusórias, acreditando orgulhosamente que sozinhos podemos dominar qualquer tempestade da vida. Jesus aproxima-Se dos discípulos e diz-lhes: “Sou Eu. Não tenhais medo”. São as boas palavras que Jesus continua a repetir ainda hoje aos Seus discípulos, sempre que o Evangelho é anunciado. E se O acolhermos, como fizeram os discípulos naquele dia, Jesus traz sempre a bonança. A segurança do discípulo não se baseia na sua própria força ou na sua experiência, mas sim em entregar-se ao Senhor. É o Senhor que vem em nosso socorro, que sobe na nossa barca e nos conduz a um porto seguro.


18/04/2015
Oração da vigília


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri