Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma

Memória de Santo Atanásio (259-373), bispo de Alexandria do Egipto.


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Todo o que vive e crê em mim
não morrerá jamais.

Aleluia aleluia, aleluia

São João 14,7-14

Se ficastes a conhecer-me, conhecereis também o meu Pai. E já o conheceis, pois estais a vê-lo.» Disse-lhe Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta!» Jesus disse-lhe: «Há tanto tempo que estou convosco, e não me ficaste a conhecer, Filipe? Quem me vê, vê o Pai. Como é que me dizes, então, ‘mostra-nos o Pai’? Não crês que Eu estou no Pai e o Pai está em mim?
As coisas que Eu vos digo não as manifesto por mim mesmo: é o Pai, que, estando em mim, realiza as suas obras.

Crede-me: Eu estou no Pai e o Pai está em mim; crede, ao menos, por causa dessas mesmas obras. Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim também fará as obras que Eu realizo; e fará obras maiores do que estas, porque Eu vou para o Pai, e o que pedirdes em meu nome Eu o farei, de modo que, no Filho, se manifeste a glória do Pai. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, Eu o farei.»

 

Aleluia aleluia, aleluia

Se tu creres verás a glória de Deus
diz o Senhor.

Aleluia aleluia, aleluia

O Evangelho que acabámos de escutar continua o discurso de Jesus aos discípulos no Cenáculo. Jesus acabou de dizer aos apóstolos que Ele é o caminho para alcançar o Pai que está no Céu. Portanto, não os deixa sem indicações: quem escuta e põe em prática a Sua Palavra chega a conhecer o Pai. Jesus esclarece ainda: “Se Me conheceis, conhecereis também o meu Pai: desde agora O conheceis e já O vistes”. Os verbos “conhecer” e “ver” referem-se à dimensão da fé, um conhecimento e uma visão que vão bem além da dimensão visível e alude ao além de Deus. Filipe, na tentativa de encerrar definitivamente o discurso, pede: “Mostra-nos o Pai e isso nos basta”. Jesus responde-lhe com uma repreensão desconsolada: “Há tanto tempo que estou no meio de vós e ainda não Me conheces, Filipe? Quem Me viu, viu o Pai”. Aqui, entramos no fulcro da fé cristã e de qualquer investigação religiosa. Jesus afirma claramente que encontramos Deus, o Criador do Céu e da Terra, através d’Ele. “Ninguém jamais viu a Deus”, escreve João na sua primeira Carta (4, 12). É Jesus, que O conheceu, quem no-l’O revela. Portanto, se queremos ver o rosto de Deus, devemos olhar para o de Jesus; se queremos conhecer o pensamento de Deus, basta conhecer o Evangelho; se queremos entender o modo de agir de Deus, devemos observar o comportamento de Jesus. O Pai do Céu está junto da vida dos homens tal como o estava Jesus: é um Deus que faz ressuscitar os mortos, que Se faz criança só para estar connosco, que chora pelo amigo que morreu, que caminha pelos trilhos dos homens, que pára, que cura e que Se apaixona por todos. É, na verdade, o Pai de todos. Jesus acrescenta palavras ainda mais audazes, que só Ele pode pronunciar. Diz que se permanecermos ligados a Ele, também nós faremos as Suas mesmas obras. Ou melhor, Jesus diz que faremos ainda maiores. São palavras que, em geral, são esquecidas e, de qualquer modo, pouco meditadas. Quanto muito, parecem-nos totalmente exageradas ou, de qualquer modo, inacreditáveis. Acontece-nos, muitas vezes, de pensar ser mais realistas e verdadeiros que o Evangelho. Na verdade, procedendo assim, estamos a seguir uma leitura mundana do Evangelho. Renegamos a Sua força. O Evangelho tem um poder porque contém a Palavra de Deus, que é sempre criadora de vida e de amor. Se nos alimentarmos com as palavras evangélicas, as nossas palavras serão fortes e eficazes. A começar pela oração: “O que pedirdes em meu nome, Eu o farei”. É verdade, a nossa oração, se feita em nome de Jesus, é forte e poderosa: chegará directamente ao coração de Deus. E Ele deixar-Se-á levar pelas nossas palavras. Mas também as palavras da pregação, da consolação, da exortação que proferiremos em nome de Jesus terão a força de transformar o coração de quem escuta e a sociedade onde vivemos.


02/05/2015
Oração da vigília


Calendário da semana
NOV
27
Domingo, 27 de Novembro
Liturgia dominical
NOV
28
Segunda-feira, 28 de Novembro
Oração pelos pobres
NOV
29
Terça-feira, 29 de Novembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
NOV
30
Quarta-feira, 30 de Novembro
Oração dos Apóstolos
DEZ
1
Quinta-feira, 1 de Dezembro
Oração pela Igreja
DEZ
2
Sexta-feira, 2 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
3
Sábado, 3 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical