Riccardi Andrea: na web

Riccardi Andrea: em redes sociais

change language
você está em: home - oraÇÃo - a oração cada dia newsletterlink

Support the Community

  

A oração cada dia


 
versão para impressão

Ícone do Rosto do Senhor
Igreja de Santo Egídio
Roma


Leitura da Palavra de Deus

Aleluia aleluia, aleluia

Eu sou o Bom Pastor,
minha voz as ovelhas escutam,
E serão um só rebanho e um só Pastor.

Aleluia aleluia, aleluia

São João 17,20-26

Não rogo só por eles, mas também por aqueles que hão-de crer em mim, por meio da sua palavra, para que todos sejam um só, como Tu, Pai, estás em mim e Eu em ti; para que assim eles estejam em Nós e o mundo creia que Tu me enviaste. Eu dei-lhes a glória que Tu me deste, de modo que sejam um, como Nós somos Um. Eu neles e Tu em mim, para que eles cheguem à perfeição da unidade e assim o mundo reconheça que Tu me enviaste e que os amaste a eles como a mim. Pai, quero que onde Eu estiver estejam também comigo aqueles que Tu me confiaste, para que contemplem a minha glória, a glória que me deste, por me teres amado antes da criação do mundo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas Eu conheci-te e estes reconheceram que Tu me enviaste. Eu dei-lhes a conhecer quem Tu és e continuarei a dar-te a conhecer, a fim de que o amor que me tiveste esteja neles e Eu esteja neles também.»


 

Aleluia aleluia, aleluia

Eu vos dou um mandamento novo:
amai-vos uns aos outros!

Aleluia aleluia, aleluia

Esta página evangélica apresenta a terceira e última parte da “oração sacerdotal” de Jesus. A hora dramática da Paixão está quase à porta. Jesus ergueu os olhos para o Pai e rezou com paixão por aquele pequeno grupo de discípulos para que não se disperse, antes pelo contrário, para que possa continuar a Sua mesma missão de salvação. O Seu olhar vai, portanto, para além daquela sala e daquela hora para englobar todos os que no tempo que virá, em qualquer lado da Terra, acreditem no Evangelho através da pregação apostólica. As paredes do cenáculo parecem alargar-se e, aos olhos de Jesus, apresenta-se uma numerosa multidão de homens e de mulheres provenientes de todas as partes da Terra, aguardando a consolação e a paz. Jesus reza por este grande povo e pede ao Pai: “Para que todos sejam um, como Tu, Pai, estás em Mim e Eu em Ti e para que também eles estejam em Nós, a fim de que o mundo acredite que Tu Me enviaste”. Jesus pede que sejam uma verdadeira fraternidade de homens e de mulheres, de sãos e de doentes, de pequenos e de grandes. Sabe que o espírito de divisão, próprio do diabo, destruí-los-ia. E não interessa como o diabo se veste. Tudo o que divide é, de qualquer modo, inspirado por ele. Sabe que o espírito de divisão, próprio do diabo, destruí-los-ia: pede ao Pai para que os Seus discípulos mantenham entre si a mesma unidade que existe entre Eles dois. Jesus diz: “Eu mesmo lhes dei a glória que Tu Me deste, para que eles sejam um, como Nós somos um”. O amor “exagerado” – no entanto, cheio de realismo - de Jesus pede o impossível porque sabe que o Pai ama sem nenhum limite. Por outro lado, é precisamente um amor exagerado que qualifica os discípulos de Jesus e os torna credíveis para o mundo. Os homens e as mulheres de qualquer geração – afirma Jesus – acreditarão no Evangelho na medida em que os discípulos testemunharão o amor recíproco. Jesus estabelece uma relação directa entre o amor dos discípulos e a proclamação do Evangelho. Sem o testemunho do amor recíproco não pode haver missão cristã, não pode existir a evangelização. Devemos ter mais coragem em questionarmo-nos se deveras somos fermento de amor, de unidade, de solidariedade, de comunhão. O risco de individualizar também o cristianismo não deve ser subavaliado, pelo contrário é muitas vezes uma realidade muito difundida. Por isto, muitas vezes, a missão é fraca e pouco incisiva. Neste nosso tempo é urgente reavivar o empenho missionário de proclamar o Evangelho em todo o lado, mas a pregação deve iniciar com o testemunho concreto daquele amor evangélico que induz a olhar para os outros antes de que a nós mesmos, a viver a própria vida pelo Evangelho e não a favor do próprio interesse. Quem experimenta a beleza deste amor sabe que ninguém poderá quebrá-lo. Nem sequer a morte. E a unidade entre os discípulos é a profecia da Igreja ao resignado mundo contemporâneo. Não há nenhuma organização, nem sequer a mais tecnicamente perfeita que possa substituir o amor entre os irmãos. É este, ainda hoje, o segredo da eficácia da missão da Igreja.


21/05/2015
Oração pela Igreja


Calendário da semana
DEZ
4
Domingo, 4 de Dezembro
Liturgia dominical
DEZ
5
Segunda-feira, 5 de Dezembro
Oração pelos doentes
DEZ
6
Terça-feira, 6 de Dezembro
Oração com Maria, Mãe do Senhor
DEZ
7
Quarta-feira, 7 de Dezembro
Oração com os santos
DEZ
8
Quinta-feira, 8 de Dezembro
Festa da Imaculada Conceição
DEZ
9
Sexta-feira, 9 de Dezembro
Oração da Santa Cruz
DEZ
10
Sábado, 10 de Dezembro
Oração da vigília
DEZ
11
Domingo, 11 de Dezembro
Liturgia dominical

Per Natale, regala il Natale! Aiutaci a preparare un vero pranzo in famiglia per i nostri amici più poveri